Djokovic recebe o amor da torcida australiana com vitória dominante na estreia em Melbourne

Novak Djokovic no Aberto da Austrália

Por Shrivathsa Sridhar

MELBOURNE (Reuters) - O nove vezes campeão Novak Djokovic recebeu aplausos estrondosos em sua primeira partida no Aberto da Austrália após o drama de deportação do ano passado, em partida em que derrotou Roberto Carballes Baena por 6-3, 6-4 e 6-0, nesta terça-feira, em um início impecável de sua campanha pelo título.

Retornando a Melbourne Park, onde o sérvio teve negada a defesa do título em 2022 depois de ser mandado para casa em meio à fúria do público por não ter sido vacinado contra a Covid-19, Djokovic salvou três break points iniciais para vencer o primeiro set enquanto os torcedores cantavam seu nome.

"Eu me senti muito bem-vindo na quadra, especialmente pela comunidade sérvia, que é grande aqui na Austrália e me recebeu de uma maneira incrível. Tanto apoio. Tanto amor", disse Djokovic a repórteres.

"Não poderia ter começado o torneio melhor em termos de apoio, em termos de como me senti na quadra e também jogando."

A coxa esquerda fortemente amarrada devido a uma lesão no tendão que sofreu na campanha pelo título em Adelaide não foi um obstáculo para o jogador de 35 anos, que estava aproveitando seu tempo na frente da torcida da Rod Laver Arena, conquistando o segundo set e dobrando sua vantagem.

Golpeando a bola de forma soberba, Djokovic destacou suas credenciais como favorito para conquistar o título ao levar Carballes Baena à finalização em um terceiro set unilateral. O título na Austrália pode levar o sérvio ao mesmo patamar do atual recordista Rafa Nadal, que tem 22 conquistas de Grand Slam.

Djokovic, que pode ainda reivindicar o posto de número um do mundo de Carlos Alcaraz caso vença o título em Melbourne, disse que não está muito focado nisso e nem nos grandes números que pode alcançar no primeiro Grand Slam do ano.

(Reportagem de Shrivathsa Sridhar, em Melbourne)