Djokovic quer processar governo da Austrália, diz jornal

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
MELBOURNE, AUSTRALIA - JANUARY 16: Serbian tennis player Novak Djokovic leaves the Park hotel on January 16, 2022 in Melbourne, Australia. Djokovic is in detention and faces deportation after his visa was cancelled by the Australian government. His appeal will be heard today, one day before he is scheduled to play in the Australian Open. (Photo by Diego Fedele/Getty Images)
Tenista sérvio busca instruções com advogados para ação por maus tratos pedindo R$ 24 milhões. Foto: (Diego Fedele/Getty Images)

O tenista sérvio Novak Djokovic, que foi deportado da Austrália por não estar vacinado e tentar participar do Australian Open mesmo assim, estuda, com grupos de advogados, quais seriam as possíveis medidas a serem tomadas contra o governo australiano.

O processo, que seria por maus tratos durante sua passagem pelo país da Oceania, poderia chegar no valor de 4,4 milhões de dólares (equivalente a R$ 24 milhões na cotação atual). De acordo com o portal britânico The Sun, uma fonte próxima do agente do número 1 do mundo, Edoardo Artladi, confirmou as conversas.

Leia também:

No último domingo, três juízes do Tribunal Federal Australiano corroboraram, por unanimidade, a decisão do ministro Alex Hawke, da Imigração, em deportar o tenista de 34 anos. Djokovic aceitou a decisão e, logo em seguida, rumou de Melbourne para os Emirados Árabes Unidos no voo seguinte.

Na última quarta-feira (19), o nome de Novak Djokovic foi ligado ao de uma empresa dinamarquesa que trabalha com biotecnologia. De acordo com a Reuters, agência internacional de notícias, o tenista estaria investindo em um estudo que desenvolve um tratamento médico inovador contra a Covid-19.

Ivan Loncarevic, executivo da QuantBioRes, enfatizou que os estudos de sua empresa não são de uma vacina, mas, sim, de um tratamento contra o vírus. O produto desenvolvido seria um peptídeo, que inibiria o vírus de infectar a célula humana.

Se acredita que os testes clínicos poderiam ser realizados na Grã Bretanha ainda neste verão. Pessoas ligadas a Djokovic não comentaram o tema.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos