Djokovic põe em dúvida sua presença nos Jogos de Tóquio se não houver público

·2 minuto de leitura
BELGRADE, SERBIA - MAY 25: Novak Djokovic of Serbia looks on after his men's singles second round match against Mats Moraing of Germany on Day 3 of the ATP 250 Belgrade Open at Novak Tennis Centre on May 25, 2021 in Belgrade, Serbia. (Photo by Srdjan Stevanovic/Getty Images)
Djokovic durante o Aberto da Sérvia, em 25 de maio de 2021 (Srdjan Stevanovic/Getty Images)

O tenista número 1 do mundo, Novak Djokovic, declarou nesta quinta-feira que sua participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio (23 de julho a 8 de agosto) seria reconsiderada se a presença do público nas arquibancadas não for autorizada.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

 No atual contexto de pandemia, já foi anunciado que não será permitida a entrada no Japão de espectadores vindos do exterior e os organizadores ainda não anunciaram se o evento será com portões fechados ou com público nos estádios.

Leia também:

 "Pretendo disputar os Jogos Olímpicos se os espectadores forem permitidos. Do contrário, pensarei duas vezes antes de participar", alertou o sérvio em entrevista coletiva após vencer o argentino Federico Coria nas quartas de final do torneio, em Belgrado, nesta quinta-feira.

 A decisão sobre se haverá espectadores residentes no Japão nas Olimpíadas está prevista para o final de junho.

 Djokovic não é o primeiro tenista a manifestar dúvidas sobre sua participação olímpica.

 O número 3 do mundo, o espanhol Rafael Nadal, e a ex-número 1, a americana Serena Williams, apontaram recentemente que sua presença em Tóquio não é certa.

 O ex-número 1 Roger Federer disse, por sua vez, que os atletas precisam de uma decisão firme o mais rápido possível sobre se os Jogos serão disputados.

 As japonesas Naomi Osaka e Kei Nishikori questionaram publicamente sobre a relevância de manter os Jogos de Tóquio em uma situação de risco internacional para a saúde.

 Várias regiões do Japão estão em estado de emergência devido ao aumento de infecções no país e a opinião pública japonesa é avassaladora contra a realização do evento.

 Grupos médicos alertaram nos últimos dias sobre os riscos da realização dos Jogos Olímpicos e para a possibilidade de chegada ao Japão de novas variantes do coronavírus.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos