Djokovic elogia suspensão de torneios na China em apoio a Peng Shuai

·2 min de leitura
Djoko falou sobre a situação da chinesa em entrevista durante a fase final da Copa Davis. Foto: Oscar J. Barroso/Europa Press via Getty Images
Djoko falou sobre a situação da chinesa em entrevista durante a fase final da Copa Davis. Foto: Oscar J. Barroso/Europa Press via Getty Images

A situação de Peng Shuai segue preocupando o mundo do esporte. A tenista chinesa “desapareceu” por alguns dias após denunciar o ex-vice-primeiro-ministro, Zhang Gaoli, de abuso sexual, e reapareceu ao conversar com o presidente do COI, Thomas Bach, em videoconferência.

Em protesto contra a situação da chinesa, a Associação Feminina de Tênis (WTA) anunciou nesta quarta-feira (01) a suspensão das disputas programadas para a China, incluindo Hong Kong, atitude que foi elogiada por estrelas como Novak Djokovic, número 1 no ranking masculino da modalidade.

Leia também:

“Eu apoio na totalidade a decisão da WTA porque não temos informação suficiente sobre a Peng Shuai e o seu bem-estar e a sua saúde é o mais importante para a comunidade do tênis”, disse o sérvio durante a Copa Davis, que acontece em Madrid.

“Acho que é importante que todos nós nos apoiemos: ATP, WTA, PTPA, homens e mulheres. Sem considerar qual a organização a que pertence. Acho que, pessoalmente, coletivamente, temos de ter um pouco mais de informação sobre o que se está acontecendo”, completou o melhor jogador do mundo na atualidade.

COI defende “abordagem humana” ao caso

Acusado de ser complacente com a China no caso de Peng Shuai – o país vai sediar os Jogos Olímpicos de Inverno em 2022 -, o COI disse que se preocupa em dar uma “abordagem humana” ao caso e em proteger a tenista, sem divulgar áudios ou vídeos de conversas com ela.

"Compartilhamos a mesma preocupação que muitas outras pessoas e organizações sobre o tema do bem-estar e a segurança de Peng Shuai, mas nós optamos por uma abordagem muito humana e centrada na pessoa", comentou a entidade.

.O Comitê Olímpico Internacional divulgou também que falou com Shuai por videoconferência e que ela "parecia em segurança e bem, levando em consideração a situação difícil em que se encontra". A organização disse que uma reunião presencial com a tenista está marcada para janeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos