Djokovic culpa assessor por erro em formulário de viagem

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O líder no ranking mundial de tênis, Novak Djokovic, culpou um assessor por erro no preenchimento de formulário de viagem exigido para pessoas que entram na Austrália. A declaração foi feita em uma publicação no Instagram do atleta.

O sérvio pretende participar do aberto de tênis do país, mas se vê ameaçado de deportação pelo não-cumprimento de normas sanitárias impostas pela pandemia à movimentação de pessoas na fronteira australiana.

Veículos de imprensa locais relataram nesta terça que a Força de Fronteira Australiana investiga possíveis discrepâncias entre o formulário de viajante apresentado por Djokovic e seu paradeiro nos dias anteriores à chegada ao país.

No documento, o tenista assinalou "não" quando questionado sobre ter viajado nos 14 dias prévios. Mas publicações nas redes sociais mostram que ele estava em Belgrado no dia de Natal e depois treinando em Marbella, na Espanha, nos dias 31 de dezembro e 2 de janeiro.

Em sua publicação no Instagram, Djokovic também abordou as críticas que tem recebido por ter participado de eventos sociais mesmo após ter recebido um resultado positivo para coronavírus em um exame de PCR.

O tenista, que não está vacinado contra a Covid, afirmou ter ficado sabendo do resultado do exame apenas após participar de uma premiação de tênis infantil em Belgrado. No entanto, no dia seguinte, o atleta participou de uma sessão de fotos e entrevista, declarando que "não gostaria de ter decepcionado os jornalistas".

Djokovic diz, ainda na publicação em sua rede social, que, retrospectivamente, a decisão foi "um erro de julgamento e deveria ter remarcado este compromisso".

À espera de uma decisão definitiva sobre a sua participação no Astralian Open, o sérvio tenta recuperar o tempo perdido de preparação após ter ficado detido por praticamente cinco dias em um hotel de imigração.

Nesta terça, ele foi filmado e fotografado praticando na Rod Laver Arena, em uma atividade que contou com esquema especial de segurança. O atleta também foi confirmado como principal cabeça de chave do evento, que terá o sorteio de suas chaves na quinta-feira (13).

O Australian Open começa na próxima segunda (17). Djokovic, que já venceu o torneio nove vezes, tem a chance de desempatar o recorde masculino de 20 títulos de Grand Slam que atualmente divide com Roger Federer e Rafael Nadal. O espanhol estará presente em Melbourne, enquanto o suíço ainda se recupera de cirurgia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos