Djokovic é eliminado por Zverev, que vai enfrentar Medvedev na decisão do ATP Finals

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Alexander Zverev venceu Djokovic pela segunda vez em três partidas (AFP/Marco BERTORELLO)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O número 1 do mundo Novak Djokovic perdeu nas semifinais do ATP Masters contra o alemão Alexander Zverev (3º), com parciais de 7-6 (7/4), 4-6 e 6-3, neste sábado em Turim, perdendo a chance de conquistar o sexto título do torneio e igualar o recorde de Roger Federer.

Zverev havia eliminado Djokovic nas semifinais das Olimpíadas de Tóquio, nas quais conquistou a medalha de ouro. Vencedor do ATP Finals de 2018, ele buscará seu segundo título no domingo contra o vencedor da última edição, o russo Daniil Medvedev (2º).

"Foi um jogo fantástico, acho que jogamos cinco vezes este ano e todas as vezes foi uma grande batalha, jogando por muito tempo", disse Zverev.

O alemão elogiou seu adversário: "Para mim não há ninguém no mundo que deva ser mais respeitado que Novak. De onde vem, o que conseguiu... É o melhor tenista de todos os tempos e acho que as pessoas às vezes esquecem disso".

Minutos antes, Zverev havia sido mais sólido que Djokovic nos momentos importantes. Depois de um ótimo primeiro set, com os dois tenistas lutando a cada golpe, o alemão foi melhor no tie-break, após Djokovic errar um set point com 5-4 no placar.

Acusando o baque, o sérvio parecia abaixo no segundo, mas conseguiu uma quebra em 5-4 e empatou o jogo. Mas mesmo dessa vez ele teve que sofrer, precisando de cinco set points para igualar.

No set decisivo, Zverev abriu o placar graças a dois erros não forçados com a direita de Djokovic, que não conseguiu mais recuperar a desvantagem.

- Medvedev vence Ruud -

Mais cedo o russo Daniil Medvedev (nº 2 do mundo) venceu com tranquilidade o norueguês Casper Ruud (nº 8) por 6-4 e 6-2 na outra semifinal.

Diante de Ruud, de 22 anos, um convidado surpresa em sua primeira participação no ATP Finals, Medvedev não chegou a ser ameaçado durante a partida.

O russo não cedeu um único breakpoint e ditou o ritmo com seus grandes forehands, que regularmente matavam Ruud na quadra ultrarrápida de Turim.

Medvedev fez elogios ao jovem adversário, após a partida. "Acho que Ruud é um dos jogadores mais inteligentes do circuito e este ano ele chegou às semifinais em sua primeira participação. Eu erdi meus três primeiros jogos na minha primeira participação", lembrou o russo.

Em 2020, Medvedev, de 25 anos, conquistou pela primeira vez este torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada no final do ano.

dep/iga/alu/pm/mcd/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos