Dividido como atleta e empresário, Rick Monstro se prepara para retornar ao cage em 2023

Rick Monstro luta nos EUA no início do ano que vem (Foto: Divulgação)


Sem lutar desde antes da pandemia, Rick Monstro, 38 anos, já deu início à preparação para o seu retorno aos cages, que deve acontecer entre o final de fevereiro e o início de março do ano que vem, no Combat FC, em Orlando, Flórida.

"O nome do adversário ainda não está 100% confirmado, mas tudo indica que é um especialista em wrestling e com passagem pelo UFC. É um cara duro, mas eu já estou me preparando para impor o meu jogo", afirma o veterano.

Rick também se dedica à função de empresário. Pela Team Goat Management, ele cuida da carreira de diversos lutadores, entre eles o peso-mosca do ACA Alan Gomes. Mesmo assim, ele conta que a chama de atleta permanece acesa.

"A chama e as conquistas estão relacionadas ao amor por esse esporte. Tem uma frase italiana que em português significa: vá aonde o seu coração queime. Acho que isso explica minha vontade de seguir lutando", destaca o ex-TUF e UFC.

Sobre a carreira de empresário, Rick Monstro está otimista. Seu time possui diversas promessas do MMA brasileiro, como Ary Farias, Luís Paulo, Thiago Pereira, entre outros.

"Como empresário, eu identifico que é necessário um profissionalismo maior, não só por parte dos eventos e lutadores, mas de uma forma geral, incluindo nós, empresários. É preciso um planejamento de carreira sustentável", acredita Rick.

"Os empresários precisam planejar com cautela a carreira de seus atletas, os atletas têm que se comprometer e entender cada vez mais suas responsabilidades, e os eventos precisam ser mais transparentes", completa.

Um dos atletas que tem a carreira gerenciada por Rick Monstro é o cearense Alan Gomes de Castro, que há cinco anos atua no maior evento da Rússia, o ACA. Seu próximo compromisso pode credenciá-lo à disputa do título de sua categoria.

"O Alan vem em constante evolução. Ele luta no dia 23 de dezembro contra o ex-campeão do ACA Yunus Evloev. O público pode esperar um grande show. Acreditamos que esta luta vá alçá-lo a voos ainda maiores", projeta.