Divergência com Peres faz mais um deixar CG do Santos

Yahoo Esportes

“Eu estava no Comitê de Gestão do Santos para ajudar. Mas, por divergências de ideias com o Peres, decidi me demitir.” Foi desta maneira que José Carlos de Oliveira explicou ao Blog os motivos que o levaram a ser o quarto a deixar o comitê desde julho. A saída se deu nesta sexta-feira, depois de ele enviar uma carta ao presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Teixeira, e comunicar por telefone sua decisão a Peres.

Zé Carlos, como é mais conhecido, não quis dar muitos detalhes das diferenças com o presidente, que corre o risco de sofrer impeachment em 29 de setembro. “Vou falar tudo no Conselho Deliberativo e não via imprensa. Até porque não quero que esse meu pedido de demissão soe como eleitoreiro. Não sou a favor de A, nem de B, mas sim do Santos, “diz.

“Sou um cara legalista e o que está certo, está certo. Assim como o que está errado, está errado”, acrescenta, sem dar bola para as críticas de pessoas da situação que davam conta de que ele era extremamente rigoroso. “Nem me chamaram para a negociação do Bryan Ruiz, então não iria assinar”, explica.

A preocupação do ex-membro do CG é de que o associem ao vice-presidente, Orlando Rollo, que assumirá o clube em caso de impedimento de Peres. “Eu nem o conhecia até entrarmos para o comitê. Também mal falava com o Peres. Tinha o visto umas três vezes até a eleição”.

Antes dele, já haviam saído do órgão que decide tudo na Vila Belmiro Andrés Rueda, Urubatan Helou e Hanie Issa.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também