Dissertação de mestrado de Witzel tem trechos copiados de 6 autores diferentes

Yahoo Notícias
Foto: AP Photo/Leo Correa
Foto: AP Photo/Leo Correa

A dissertação de mestrado defendida pelo então juiz federal Wilson Witzel, hoje governador do Rio de Janeiro, possui, pelo menos, 63 parágrafos copiados de trabalhos publicados por outros seis autores. A informação é da BBC Brasil, que realizou análise do texto.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

De acordo com a BCC, o mestrado conta com um artigo inteiro e a íntegra de um capítulo de um outro texto. A dissertação chamada “Medida Cautelar Fiscal”, apresentada à Universidade Federal do Espírito Santo em 2010, aborda o instrumento criado em 1992 para auxiliar a cobrança de dívida fiscal por vias judiciais.

Leia também

Nele, o atual governador do Rio de Janeiro traça um panorama histórico do papel do magistrado e defende que "o juiz pós-Estado Liberal não pode mais ficar como mero expectador no processo de execução, cabendo-lhe a missão de buscar todos os meios e técnicas necessários para a entrega da prestação jurisdicional que se pretende".

Considerando as 118 páginas, número que excetua as laudas pré-textuais e pós-textuais, ao menos 19 páginas possuem trechos copiados de outros autores, totalizando 16% do total, ainda de acordo com a BBC Brasil.

Procurado pelo veículo que realizou a análise, Witzel, por meio da sua assessoria, afirmou que "os trechos citados exemplificam a dissertação de mestrado apresentada pelo governador Wilson Witzel em 2010, que foi aprovada pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)".

Na sequência, a nota trata com normalidade as acusações. "Como toda obra acadêmica, a tese de Witzel se utiliza de citações de diferentes autores e fontes que compõem a abordagem teórica sobre o tema."

Vale lembrar que esse não é a primeira acusação que enfoca a formação acadêmica do governador do Rio de Janeiro. Em maio deste ano, o jornal O Globo revelou que Witzel colocou em seu currículo um doutorado em andamento com intercâmbio na Universidade Harvard, nos Estados Unidos. Quando, na realidade, ele sequer se candidatou para uma vaga na instituição.

Leia também