Disputa da Copa América no Brasil é "alarmante" e "preocupante", diz técnico da seleção argentina

·1 minuto de leitura
Lionel Scaloni durante entrevista

BUENOS AIRES (Reuters) - O técnico da seleção argentina de futebol, Lionel Scaloni, considerou nesta quarta-feira que a realização da Copa América no Brasil é "preocupante" e "alarmante", após a designação do país como sede pela Conmebol em meio a um dos piores surtos de coronavírus no Brasil.

O Brasil sediará a Copa América entre os dias 13 de junho a 10 de julho, após a desistência da Argentina e da Colômbia como sedes, anunciada dias atrás.

"Estamos diante de uma situação preocupante e alarmante, porque não é o lugar ideal", disse Scaloni em coletiva de imprensa virtual do centro de treinamento da federação argentina.

"É uma situação difícil de assimilar. Nós vamos, vamos jogar e tentar fazer a Copa da melhor maneira possível. Há muitas incógnitas sobre o alojamento e onde vamos estar", acrescentou o técnico.

Antes do início da Copa América, a Argentina receberá o Chile na quinta-feria e cinco dias depois visitará a Colômbia para as eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo no Catar em 2022.

(Por Ramiro Scandolo)