Dirigentes do Flamengo citam expectativa por 'final feliz' com Gabigol e atualizam mercado

Lazlo Dalfovo
LANCE!
Bruno Spindel e Marcos Braz: apresentação de Michael (Foto: Divulgação / Flamengo)
Bruno Spindel e Marcos Braz: apresentação de Michael (Foto: Divulgação / Flamengo)


Presentes na sala de imprensa do Ninho do Urubu para apresentarem Michael, Bruno Spindel e Marcos Braz, diretor e vice-presidente de futebol do Flamengo, respectivamente, falaram com a imprensa após as respostas do novo reforço.

Braz foi quem tomou a dianteira e esclareceu pontos importantes sobre o mercado rubro-negro. O primeiro tema teve Gabigol, e a sua aquisição junto à Inter de Milão, como protagonista.

- Ainda continuo com o mesmo entusiasmo. Só que temos que aguardar um pouquinho. Estamos tratando do assunto. É uma negociação longa, é preciso calma e tranquilidade. Acho que nessa semana podemos ter um final. E feliz.

- A negociação com a Inter estava muito perto de ajuste final. Mas precisávamos de outra negociação, que era com o jogador. Essa demorou um pouco mais. Foi ajustado. Está fechado (com Gabigol).

Enquanto aguarda os últimos ajustes nas conversas com a Inter, os dirigentes possuem outros assuntos na mesa, como o envolvendo a renovação com Jorge Jesus, cujo vínculo expira em maio e que, nos próximos dias, sentará com a direção para chegar a um acordo pela extensão contratual.

- A primeira conversa (com Jorge Jesus) não é sobre contrato. É sobre as finais. Ele tem contrato em vigência, estou cansado de falar nisso. Nossa relação é excelente. Primeiro tema são as finais, é o que importa para a torcida. Devagarinho vamos tratar de renovação - falou Braz, emendando acerca do calendário apertado em fevereiro, quando haverá finais da Recopa Sul-Americana e Supercopa do Brasil.

- Sabíamos que poderia acontecer. Não tem muito o que fazer. Precisamos nos adaptar. Ainda não conversei com o Jorge Jesus. Agora é tratar com naturalidade, não tem que ficar questionando muito. Temos uma final dia 16. Pouco provável voltar no Rio. Feliz não estamos. Queríamos esse primeiro jogo um pouco mais à frente para podermos dar uma preparação mais adequada. Confiamos em quem estiver preparado. Vamos confiante para as finais, como sempre vamos.

BRUNO HENRIQUE: RENOVAÇÃO ENCAMINHADA

Já Spindel ficou com a responsabilidade de atualizar o cenário em relação a Bruno Henrique, que, valorizado após a última temporada, receberá um aumento salarial e renovará até o fim de 2023 - o atual contrato expira em 2021. O diretor afirmou que o novo acordo "está por detalhes".

- Está bem avançada (renovação), na próxima semana já deve estar concluída. São detalhes que restam. São mais detalhes operacionais do que qualquer outra coisa.

Sobre saídas, especificamente as possíveis dos abordados Piris da Motta e Berrío, Marcos Braz valorizou os títulos conquistados pelo elenco de 2019 e externou que, primeiramente, conversará com o Mister para debater as possibilidades do elenco.




















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também