Dirigentes do Flamengo assistirão Porto x Benfica em camarote no estádio do Dragão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Marcos Braz, à esquerda, e Bruno Spindel, à direita (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Jorge Jesus
    Treinador e ex-futebolista português


Esta quinta-feira pode ser decisiva para o futuro de Jorge Jesus, e os dirigentes do Flamengo estão cientes dessa situação. Nesse sentido, Marcos Braz e Bruno Spindel assistirão a partida entre Porto e Benfica, às 17h45, válida pela Taça de Portugal, no camarote do estádio do Dragão. A informação foi dada pelo jornal português "Record".

> Em meio aos desdobramentos por Jesus, Fla usa o tempo para definir futuro

Vale lembrar, contudo, que Jorge Jesus não estará à frente dos Encarnados na partida desta quinta-feira, pois cumpre suspensão. Mesmo assim, o Mister está pressionado no cargo, e uma derrota pode significar sua demissão do Benfica. Também vale lembrar que a quarta-feira foi bastante movimentada e agitou a "Novela Jorge Jesus".

ENTENDA A HISTÓRIA

Na manhã de quarta-feira, notícias tanto do Brasil quanto de Portugal relataram que Jesus não só se encontrou com os dirigentes do Flamengo, como também os deu sinal verde para dar início às negociações com o Benfica para contratá-lo.

Horas depois, Bruno Spindel concedeu uma entrevista à CNN Portugal em que negava a existência de qualquer proposta feita por parte do Flamengo. Ele também foi perguntado se já havia encontrado com Jesus, mas respondeu que não iria confirmar. Já Braz, ao jornal português Record, disse que nunca foi "a casa de ninguém sem ter sido convidado".

Posteriormente, João de Deus, auxiliar técnico de Jesus, concedeu entrevista coletiva, já que o Benfica enfrenta o Porto nesta quinta-feira, pela Taça de Portugal - o Mister está suspenso e não comandará os Encarnados. João de Deus confirmou que houve, sim, o encontro entre as partes, mas revelou que Jesus disse que não poderia nem queria abandoar o Benfica.

O próprio Benfica também soltou uma nota em que refutava "cabalmente" um acordo para liberar Jesus ao Flamengo. Os Encarnados ainda destacaram que não deseja voltar ao Brasil, mas sim a ser campeão pelo clube português.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos