Dirigente do Flamengo ataca Botafogo por faixa controversa no Nilton Santos: 'Praticamente falido'

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

Ingrediente que parece inerente quando o assunto é clássico estadual, a polêmica esteve presente mais uma vez no duelo entre Botafogo e Flamengo, disputado na tarde deste sábado (5), no Nilton Santos. Tudo começou quando a torcida alvinegra estendeu nas arquibancadas do estádio uma faixa com os dizeres: 'Aqui prezamos pela vida', frase que foi interpretada pelos rubro-negros como uma menção à tragédia do Ninho do Urubu que vitimou fatalmente dez jovens atletas do clube.

A faixa gerou revolta em torcedores e dirigentes do Flamengo, que ameaçaram levar o caso ao STJD caso a mesma não fosse retirada das arquibancadas antes da bola rolar. Em um primeiro momento, a faixa chegou a ser retirada do Nilton Santos, mas acabou reinserida antes do apito inicial da partida. A posição oficial do Botafogo é de que a faixa não se tratava de uma provocação a outro clube, mas sim uma expressão do orgulho alvinegro por ter se posicionado contra a volta do futebol em meio à pandemia de covid-19.

Após apito final, dirigente do Flamengo ataca rival

A explicação oficial do Botafogo e da torcida responsável pela faixa não convenceu em nada o vice-presidente geral do Flamengo, Rodrigo Dunshee Abranches. Através de uma de suas redes sociais oficiais, o mandatário usou palavras fortes para atacar o rival: "Rivalidade deve se limitar às questões esportivas. Botafogo durante anos foi muito mal gerido, hoje está praticamente falido, rebaixado e em vias de ser extinto. Como não tem nada de bom a apresentar, está se tornando notório por atacar o Flamengo. Ok. Boa sorte aí, Botafogo", publicou.

A publicação do dirigente dividiu opiniões entre torcedores do Flamengo: alguns elogiaram a alfinetada e a 'defesa institucional', enquanto outros reagiram em tom de reprovação, reforçando que o clube tem agido mal com as famílias dos garotos vitimados no incêndio do Ninho, dando brechas para críticas e insinuações de adversários.