Diretoria do Fla recebe benção de igreja São Judas Tadeu de Guayaquil

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 19.11.2019 - O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 19.11.2019 - O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

GUYAQUIL, EQUADOR (UOL/FOLHAPRESS) - O Flamengo não deixou de lado sua tradição nem mesmo em Guayaquil. No dia de São Judas Tadeu, padroeiro do clube, o presidente Rodolfo Landim e integrantes da diretoria visitaram a igreja que leva o nome do santo na cidade e receberam uma benção do padre Edgar Hidalgo.

Na companhia também de sua esposa e filhos, Landim se sentou na primeira fila e orou por cerca de três minutos, antes de o pároco iniciar a reza que chamou de "especial".

Em seguida, Hidalgo jogou água benta nos presentes, tanto na diretoria do Flamengo como também nos jornalistas que realizavam a cobertura.

Na sequência, o padre levou todos para uma escola que fica ao lado e que a igreja ajuda. Por lá, os dirigentes posaram para fotos com crianças que disputavam um torneio de futebol.

Vice-presidente do Conselho de Administração, Luiz Eduardo Baptista, o BAP, comprou medalhas do santo e distribuiu para a comitiva.

PADROEIRO DO FLAMENGO

São Judas Tadeu era um dos 12 apóstolos de Jesus Cristo e foi elevado à categoria de santo por realizar milagres nas consideradas "causas impossíveis", feito que o fez se tornar bastante popular e que motivou o início da ligação com o Flamengo.

O ano era 1953 e o Rubro-Negro amargava uma fila de nove anos sem conquistar o Campeonato Carioca que, na época, era o torneio mais importante para os clubes do Rio de Janeiro. Aflito com a situação, o presidente flamenguista do período, Gilberto Cardoso, foi em uma missa na capela de São Judas Tadeu à convite do padre Goés.

Em conversa com o dirigente, o pároco sugeriu que os jogadores do Fla acendessem uma vela ao santo. Os atletas obedeceram a dica e, coincidentemente, o Flamengo saiu da fila, tornando-se campeão estadual naquele ano. Desde então, a devoção tomou conta dos rubro-negros, que religiosamente celebram o dia do santo, em 28 de outubro, com missas e marcando presença no Santuário de São Judas Tadeu, que fica situado no bairro do Cosme Velho, na Zona Sul (RJ). Além disso, desde 2007, a data foi oficializada também como o "Dia do Flamenguista" no Rio de Janeiro.

No vestiário do Flamengo, em dias de jogo, é garantido ver a imagem do santo num espaço reservado, onde os jogadores católicos costumam acender velas.