Diretoria do Corinthians detona Seneme e pede ações da CBF após gol anulado: 'Muita incompetência'

Diretoria do Timão só deve agir no mercado após a decisão de Vítor Pereira (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)


O incômodo do Corinthians com o gol anulado de Yuri Alberto no empate sem gols com o Goiás, pelo Brasileirão, chegou em Duílio Monteiro Alves, presidente do Timão, e Roberto de Andrade, diretor de futebol do clube.

+ Fagner passou Rivellino! Veja os 10 jogadores com mais partidas pelo Corinthians

O mandatário alvinegro criticou Wilson Seneme, presidente da comissão de arbitragem da CBF, e exigiu ações por parte da entidade.

- Como é que pode? Como é que se explica o que só o VAR consegue ver? A incompetência do Sr. Seneme é uma vergonha. Estão acabando com a credibilidade do campeonato! É inadmissível! Basta de ofícios. O Corinthians exigirá que algo de concreto seja feito - publicou Duílio em seu Twitter, com uma foto do lance.

Roberto de Andrade foi mais incisivo em relação a atuação de Seneme, e pediu que ele abandonasse o cargo.

- Seneme, abandone a comissão de arbitragem, você não tem competência. É o pior campeonato que já tivemos no Brasil na área da arbitragem, muita incompetência. Escala árbitro errado, árbitro Fifa em lugar errado. Falta competência para o senhor, desculpa. Não falo só pelo Corinthians, isso acontece em todos os jogos. É a maior vergonha da arbitragem, no seu comando. Você não tem vergonha? Peça demissão, saia, deixe alguém com competência ficar no seu lugar - disse Roberto na saída do estádio da Serrinha.

Aos 46 minutos do segundo tempo, Yuri Alberto recebeu de Giovane dentro da área e tocou na saída do goleiro. O bandeirinha flagrou impedimento no momento do lançamento e o VAR confirmou a marcação de campo.

+ Veja tabela e simule a reta final do Campeonato Brasileiro

Yuri disparou contra a arbitragem após o jogo e classificou a anulação do gol como "vergonhosa".

O Timão irá enfrentar o Flamengo, campeão da Libertadores, na próxima rodada do Brasileirão. A partida será quarta-feira (2), às 21h45, no Maracanã.