Diretoria do Atlético-MG deve liberar cerca de 60 atletas

·1 minuto de leitura

O Campeonato Brasileiro já começou, mas as movimentações no mercado de transferências seguem acontecendo. Isso ocorre porque muitos atletas que atuam em outros países estão agora no período entre uma temporada e outra, o que possibilita muitas negociações. De acordo com informações divulgadas pelo GE, o Atlético-MG deve liberar cerca de 60 atletas, entre rescisões, empréstimos e vendas.

Gustavo Blanco está emprestado ao Fortaleza | Pedro Vilela/Getty Images
Gustavo Blanco está emprestado ao Fortaleza | Pedro Vilela/Getty Images

Essa é uma estratégia considerada muito interessante pela diretoria da equipe mineira, principalmente por se tratar de jogadores que não estão sendo utilizados e que não interessam à equipe. Dessa forma, o Galo não manteria mais vínculo com esses atletas e teria um alívio em suas contas.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Alguns desses atletas já começaram a ser negociados, como é o caso do meia-atacante Edinho. O jogador pertencia ao Atlético-MG, mas estava emprestado ao futebol coreano. O Galo negociou o jogador com o Fortaleza e agora ele passa a pertencer à equipe cearense. Esse deverá ser o destino de outro jogadores da equipe mineira. Nas próximas semanas é possível que parte desses 60 nomes sejam negociados.

Para mais notícias do Atlético-MG, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos