Diretor do Sport acusa Juazeirense de problemas em jogo da Copa do Brasil, que rebate em nota

Futebol Latino
·2 minuto de leitura


Ainda no gramado do estádio Adauto Moraes e através de nota oficial, figuras de Juazeirense e Sport continuam se confrontando diante do conturbado confronto da última quarta-feira (10) que valeu pela Copa do Brasil e que, até o momento, classificou o time baiano para a próxima fase do torneio.

>Calendário da Copa do Brasil

Nas palavras do diretor de futebol do Leão da Ilha, Augusto Caldas, houve um forte tom de acusação aos eventos relacionados ao atendimento médico com o uso de ambulância, o acionamento do sistema de irrigação e também a queda de energia. Usando como referência para suas palavras o confronto da mesma Juazeirense diante do Vasco pela mesma fase da competição no ano de 2019.

Augusto chegou, inclusive, a pontuar que o goleiro Rodrigo Calaça teria feito um pedido de desculpas em uma conversa com ele além de direcionar uma suposta culpa dos eventos a diretoria do Cancão de Fogo.

- Estamos incrédulos com tudo que está acontecendo. A partir do momento que a Juazeirense virou o jogo, começou água no campo, depois jogador teve choque no alto, a ambulância entrou de forma completamente louca. Depois começou a apagar a luz. Isso não é futebol. É uma apelação. Como pode a Juazeirense usar isso para ganhar jogo? Isso é absurdo. Rodrigo Calaça conversou com meu treinador e disse: 'Me desculpa, nós não compartilhamos disso, isso é coisa do diretor e do presidente'. Futebol não precisa disso. Ficamos estarrecidos como isso está acontecendo.

Direito de resposta

Através dos seus canais oficiais, a Juazeirense publicou uma nota em tom de repúdio as afirmações do dirigente do clube pernambucano, alegando "estranheza" com o tom acusatório apresentado por Augusto Caldas.

Além disso, o Cancão apontou ter entendido que o confronto "seguiu fielmente seu curso normal" e antecipou que o clube acionará na justiça o cartola do Sport.

- A diretoria da Juazeirense vem através desta, repudiar a fala o Diretor de Futebol do Sport Club do Recife, Augusto Caldas, que, de forma leviana, acusa a Sociedade Desportiva Juazeirense de atitudes antidesportivas durante o jogo da noite desta quarta-feira (10) pela Copa do Brasil. O diretor chegou a nos acusar de reincidência em atitudes como essa e isso não faz parte dos nossos princípios e nos causa estranheza. O jogo seguiu fielmente seu curso normal e conquistamos o resultado positivo em campo, lealmente, desta forma, nosso departamento jurídico entrará com uma ação contra o diretor em questão, para que ele se retrate com essa fala irresponsável.