Diretor da McLaren admite chances de saída de Alonso em 2018

Em meio a empolgação que vive a McLaren e o espanhol Fernando Alonso devido a participação do piloto nas 500 milhas de Indianápolis este mês, a equipe paralelamente ainda tem problemas para resolver na Fórmula 1, já que seu desempenho até o momento na temporada tem sido decepcionante. E a busca por uma evolução para que a escuderia volte aos seus anos mais gloriosos pode ser essencial na permanência de seu principal competidor.

Segundo Zak Brown, diretor executivo da equipe, Alonso pode ficar caso a McLaren demonstre que finalmente irá brigar por objetivos maiores em 2018. Do contrário, o espanhol, bicampeão mundial e acostumado a ocupar posições altas nos grids da Fórmula 1, não deverá ter paciência para mais um ano ficando em colocações intermediárias.

“Assim que 2018 chegar, se nós pudermos demonstrar que temos um carro competitivo, ele irá ficar. Do contrário, eu já espero que ele procure outros lugares, pois é o que eu faria”, declarou Brown, em uma entrevista ao jornal britânico Evening Standard.

Ao comentar ainda a participação de Alonso na prova mais famosa da Fórmula Indy, o diretor elogiou a determinação do piloto para se preparar para um desafio em outra categoria.

“Fernando tem estudado como louco para isso. Eu estive perto de muitos pilotos por um longo tempo, mas sua dedicação e paixão é algo diferente. Nós queremos correr e fazer a todos felizes. Isso mostra como a McLaren é corajosa”, explicou.

 

 

Leia também