Diretor do Galo disse que não fez proposta oficial por Deyverson e fala de negociação com Guilherme Arana

Valinor Conteúdo
LANCE!
Deyverson está perto de deixar o Palmeiras e ir para a Espanha. Ele estava no radar do Galo-(Cesar Greco)
Deyverson está perto de deixar o Palmeiras e ir para a Espanha. Ele estava no radar do Galo-(Cesar Greco)


O diretor de futebol do Atlético-MG, Rui Costa, comentou sobre o interesse do clube mineiro no atacante Deyverson, que está quase de saída do Palmeiras, rumo ao futebol espanhol e no lateral-esquerdo Guilherme Arana, que está na Itália, no Atalanta, mas pertence do ao Sevilla-ESP.

O dirigente atleticano confirmou que sondou a situação de Deyverson, mas não formalizou nenhuma proposta ao Palmeiras pelo atacante, de 28 anos.

-Deyverson é um grande jogador, um grande atacante, mostrou isso no passado. Um jogador que teve uma proposta superior a 15 milhões de euros do futebol chinês de um mercado poderoso tem que ser considerado não só pelo Atlético, mas por qualquer diretor de futebol que esteja no mercado e que queira ter na sua equipe um jogador de excelência. Agora, entender que é uma negociação que existiu ou que é possível, é uma distância muito grande. É um jogador que está no nosso monitoramento, porque o mercado apresenta algumas situações. A gente tem uma equipe que monitora tudo isso, eu também monitoro. Mas não houve negociação com o Palmeiras, houve sondagem, mas não fizemos proposta, não houve aprofundamento nisso, simplesmente uma sondagem- disse em entrevista ao Fox Sports.

Rui Costa também comentou que o Galo monitora a situação do lateral-esquerdo Guilherme Arana, de 22 anos, que pertence ao Sevilla, da Espanha, mas está emprestado à Atalanta, da Itália. Arana já vê com bons olhos um retorno ao Brasil, já que no clube italiano quase não tem jogado.






-Acho que a questão do Arana tem a mesma abordagem do Deyverson. É um jogador que está no mercado, e é obrigação estar atento a qualquer jogador que seja acessível em termos financeiros e qualidade técnica. O Atlético tem nesta posição dois jogadores que respeito muito: o Fábio, com toda sua história, que no ano passado fez 60 jogos, e o Lucas Hernandéz, que não conseguiu repetir no Atlético o que fez no Peñarol durante três anos e meio e isso gerou uma inquietude muito grande da torcida porque a expectativa era grande, mas jogador estrangeiro precisa de um tempo de adaptação, são vários casos de grandes jogadores que levaram um ano, seis meses para se adaptar. A gente tem que estar atento ao mercado. 'Ah, o Arana está chegando ao Atlético?'. Não. Nós temos um monitoramento, mas o Arana não está sendo contratado- disse Rui Costa.

Cleiton no Red Bull Bragantino

O diretor alvinegro também falou da nova proposta do Red Bull Bragantino fez ao clube pelo goleiro Cleiton, de 22 anos, de 5 milhões de euros (aproximadamente R$ 23 milhões) por 70% dos direitos econômicos do goleiro. Costa disse que a proposta é para se pensar, mas por enquanto, o negócio não está fechado.

-O Cleiton é um atleta jovem, que fez sua vida no Atlético, teve oportunidade de vestir a camisa do Atlético e isso foi fundamental, juntamente com o seu trabalho, para que ele chegasse onde jogou. E o Atlético tem um peso muito grande nisso. Mas todo clube no Brasil, principalmente o clube que visa austeridade, tem que vender jogadores. E quando os valores são importantes e significativos você tem que fazer isso de uma forma mais eficaz. Isso vem se arrastando, não tem um final, mas é inadiável você fazer venda de atletas para ter um ano equilibrado- revelou.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também