Diretor detalha primeiros dias de Paulo Sousa e fala sobre Jorge Jesus e mudanças no futebol do Flamengo

·2 min de leitura


Depois de ir à Europa acompanhado do VP de futebol Marcos Braz atrás de um técnico para o Flamengo em 2022 e acertar com Paulo Sousa, o diretor de futebol Bruno Spindel desembarcou no Rio de Janeiro na manhã desta sexta-feira. Passando detalhes dos primeiros dias de trabalho com o treinador português, o executivo reforçou a confiança na decisão tomada, explicando os motivos que levaram o Rubro-Negro ao nome escolhido para a temporada.

- Foram dias de muito trabalho. Apresentamos a infraestrutura, as pessoas, para ele entender os processos do Flamengo, o elenco. Então começaram a ter reuniões de trabalho, planejando 2022. Ele começou a conhecer o calendário, que é muito duro, diferente da Europa, e começou a planejar a pré-temporada e avaliações - afirmou Spindel, completando:

- Falamos de elenco. Disse que conta com todos, que é um elenco fortíssimo, mas é o trabalho que já estamos fazendo, de tentar qualificar um pouquinho o elenco a cada janela, e não será diferente nessa.

Confira outras respostas de Bruno Spindel, diretor de futebol do Flamengo:

Vontade de Paulo Sousa em dirigir o Flamengo

São vários aspectos, esse pesa demais. A vontade, o comprometimento, o desejo de vencer. Ele tem plena consciência da grandeza da torcida e que é um dos maiores clubes do mundo, que tem a necessidade de vencer a cada jogo, ser um clube de vitórias e títulos. É uma pressão natural para um clube desse tamanho.

A vontade dele de fazer parte disso, liderar o processo como treinador conta demais. Desde o primeiro contato isso ficou muito claro. O entendimento dele da dimensão, do tamanho da Nação e da obrigação que o Flamengo de estar sempre vencendo. Está no DNA do Flamengo e dele também.

E também tem os outros aspectos. A comissão técnica dele completa, isso é muito importante, ninguém trabalha sozinho. Os processos e métodos são claros e definidos. Estamos muito seguros e confiantes com a decisão que tomamos.

Mudanças no departamento de futebol

É o que falamos desde o fim do Brasileirão. Todo ano, o Flamengo faz as avaliações devidas e os ajustes são feitos quando necessários. Obviamente, somos muito grato ao Wagner (Miranda), mas é uma saída natural.

Decisão de "não aguardar" por Jorge Jesus

A gente viajou para Portugal para buscar um treinador com ideia de jogo compatível com o DNA do Flamengo, que tivesse uma comissão técnica completa, com processos e métodos definidos. Estivemos muito convictos da questão do Paulo desde o início. É óbvio e natural que seguíssemos esse processo. Eu e Marcos tentamos até o momento que o tempo começou a colocar em risco a temporada de 2022.

No início, o tempo jogava a nosso favor. Esse é o nosso sentimento. Eu e Marcos, como pessoas, gostaríamos de esperar mais, mas estando na cadeira da instituição, olhando para 2022 com os prazos, tivemos que respeitar o tempo que não colocasse em risco a temporada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos