Diretor da Red Bull avalia em 1,8 milhão de dólares conserto de carro de Verstappen

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
O chefe da equipe Red Bull, Christian Horner
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O diretor da equipe Red Bull, Christian Horner, disse na sexta-feira que sua equipe gastou 1,3 milhão de libras (1,8 milhão de dólares) para reparar os danos no carro de Max Verstappen após o polêmico acidente com Lewis Hamilton no Grande Prêmio de Fórmula 1 da Grã-Bretanha.

Verstappen e o heptacampeão mundial Hamilton colidiram na primeira volta da corrida no circuito de Silverstone.

O piloto holandês teve que abandonar a prova e foi levado a um hospital para ser examinado, enquanto o britânico venceu a corrida .

"Esse acidente custou aproximadamente 1,8 milhão de dólares e tem consequências orçamentárias significativas neste momento de restrição", escreveu Horner no site oficial da equipe de F1.

Horner também criticou Hamilton por celebrar a vitória no pódio, algo que já foi chamado de "desrespeitoso e antidesportivo" por Verstappen.

"Também estou decepcionado com o nível de comemorações após o acidente", acrescentou Horner.

“A equipe da Mercedes estava ciente da gravidade do acidente (...), é inconcebível não informar o seu piloto sobre a situação”, concluiu.

dj/iga

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos