Diretor da Alemanha pede demissão após campanha ruim na Copa do Mundo

Oliver Bierhoff durante jogo da Alemanha na Copa do Mundo (Foto: Ina Fassbender / AFP)


A Alemanha teve uma participação decepcionante na Copa do Mundo. Eliminada na primeira fase pelo segundo Mundial seguido, a campanha alemã teve mais consequências. O ex-jogador Oliver Bierhoff pediu demissão nesta segunda-feira e não é mais diretor esportivo da Federação Alemã.

- Obrigado pelo seu esforço, Oliver. Desejamos-lhe tudo de melhor. Oliver Bierhoff e a DFB concordaram hoje em rescindir prematuramente seu contrato, que vai até 2024 - declarou a Federação Alemã em pronunciamento.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Bierhoff iniciou a trajetória na Federação da Alemanha logo após deixar os gramados, em 2004. A primeira função foi como gerente de operações. Desde 2018 ele assumiu o papel de diretor esportivo da entidade. Ele trabalhava com a equipe principal e as categorias de base.

+ Em tom de despedida, Müller fala sobre eliminação da Alemanha e agradece apoio

- Oliver Bierhoff prestou um serviço incrível à DFB. Embora tenhamos ficado aquém das expectativas em campo nos últimos torneios, ele esteve por trás de grandes momentos. Seu trabalho estará para sempre entrelaçado com nosso triunfo na Copa do Mundo no Brasil - falou o presidente da Federação Alemã, Bernd Neuendorf.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.