Diretor do Atlético-MG fala sobre situação envolvendo Nathan: 'Sem intenção de litígio'

Dirigente tratou com normalidade a situação de Nathan (Foto: Felippe Rocha/LANCE!)


Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Atlético-MG, trata a situação do meia Nathan com normalidade. Nos últimos dias, o atleta não se reapresentou no Fluminense, que tinha encaminhado a renovação de um novo empréstimo do jogador junto ao Galo. O agora ex-Tricolor alegou que gostaria de atuar no clube mineiro em 2023, mesmo ciente que está fora dos planos do técnico Eduardo Coudet.

Segundo o dirigente, há entendimento pelo lado do Atlético-MG quanto ao desejo de Nathan, mas o clube não deve mudar a postura, em um primeiro momento, em relação a não utilização do jogador.

- Da parte do Atlético, em momento nenhum nós conduzimos nada com a intenção de litígio, de discussão. Pelo contrário, sempre alinhado com os agentes dele e com o Fluminense. Ele tem todo o direito de não querer ir ao Fluminense, assim como o Atlético tem todo o direito de comunicar que, neste momento, ele está fora dos planos - destacou Caetano, em entrevista à Rádio 98FM.

Questionado sobre qual será a postura do Galo caso Nathan se mantenha irredutível um uma negociação de saída, Rodrigo Catano mostrou preocupação sobre a possibilidade.

- (Se ele bater o pé) Aí temos um problema. Consideremos que isso não é normal, porque toda vez que você comunica a um determinado atleta que ele não faz parte, o desejo dele é jogar e o nosso é que ele jogue, que ele tenha visibilidade, que no futuro a gente possa recuperar o investimento realizado lá em 2020 - finalizou.