Diogo Vitor volta após novo sumiço, mas Santos não irá dispensá-lo

Aconteceu de novo! Depois de desaparecer do Santos em novembro, Diogo Vitor se reapresentou ao CT Rei Pelé nesta sexta-feira e foi integrado ao time B, comandando pelo técnico Kleiton Lima. Assim que apareceu, o atacante foi advertido, mas ouviu que não terá seu contrato rescindido.

Além disso, o atleta teve o vínculo suspenso enquanto esteve sumido e o Peixe não vem pagando seus salários desde então. Mesmo assim, o alvinegro não quer encerrar o acordo pois acredita que esse é objetivo do jogador.

Legalmente, o Santos já poderia ter quebrado o contrato com Diogo, alegando abandono de emprego. Mas caso isso aconteça, o atacante pode acionar o alvinegro na Justiça e o caso se arrastaria por algum tempo.

Segundo o presidente Modesto Roma Júnior, se Diogo quiser sair do Santos, que pague a multa rescisória. O mandatário sabe que a joia não tem mais clima para atuar na Vila Belmiro.

Inicialmente, mesmo após os dois primeiros sumiços, a cúpula do alvinegro ainda acreditava que o jovem poderia superar as polêmicas e mostrar seu talento na equipe profissional. Porém, depois de desaparecer pela terceira vez, os santistas já desistiram de uma reabilitação do atleta.

Apesar dos problemas extracampo, o atacante sempre teve sua qualidade técnica elogiada. Tanto que além da equipe sub-20 e do Santos B, ele já recebeu uma chance do técnico Dorival Júnior para atuar no time profissional. Porém, o comandante ‘rebaixou’ o jovem após ele faltar em um treinamento.