Diniz elogia 2º tempo do Santos e detona o VAR: "Não sei pra que serve"

·2 minuto de leitura


O técnico Fernando Diniz gostou da partida entre Santos e Red Bull Bragantino, empate por 2 a 2. O Peixe ficou atrás do placar em duas oportunidades, mas conseguiu buscar ao menos o empate.

"O jogo deve ter sido agradável para quem gosta de futebol. Mas tecnicamente, no primeiro tempo a gente entrou em um ritmo desacelerado, um pouco parecido com o que aconteceu contra o Independiente. No segundo tempo tivemos uma postura mais agressiva, com mais dinâmica e interesse em vencer o jogo. Poderíamos ter feito um primeiro tempo melhor do que fizemos", comentou o treinador.

Na virada do primeiro para a segunda etapa, o treinador sacou Pará e Gabriel Pirani para as entradas de Madson e Lucas Braga. O Santos ficou mais aberto ao jogo e conseguiu oferecer mais perigo ao Bragantino.

"O time ganhou mais mobilidade e intensidade no segundo tempo. Mas não foram apenas as mudanças, foi a mudança de todos os jogadores de terem mais interesse em ser mais agressivo", explica.

VAR sem função

O técnico santista voltou a falar sobre a arbitragem. Após a derrota para o América, fora de casa, o treinador fez duras críticas à arbitragem. Na partida de hoje, o treinador questionou um pênalti não marcado e o lance da origem do segundo gol do Red Bull Bragantino.

Baixe o app do Lance! e tenha a tabela do Brasileirão sempre à mão

"Não sei para que serve o VAR. Contra o América, fomos superiores. No segundo tempo tomamos um gol, tivemos um pênalti super claro e não marcaram. Hoje, tivemos um lance em que o Lucas Evangelista falou dentro do campo que a bola tinha batido na mão dele e foi fácil de apitar. Aquilo foi a origem do gol do Bragantino, levou vantagem com a mão. O VAR está ali para não marcar. Hoje, além da gente ter feito um primeiro tempo abaixo do que devia ter feito, a arbitragem foi decisiva mais uma vez contra o Santos", afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos