Diniz agradece a oportunidade e lamenta: 'Sofrimento muito grande por não ter conseguido subir o Vasco'

·3 min de leitura


Após o Vasco anunciar sua saída e do diretor executivo Alexandre Pássaro, o técnico Fernando Diniz participou de uma coletiva, na manhã desta sexta-feira, para agradecer a oportunidade de comandar o clube. Ele fez questão de explicar quais foram os erros, que fizeram com que o clube não alcançasse o principal objetivo do ano: o acesso.

- Primeiro quero fazer um agradecimento especial ao Vasco, ao Jorge Salgado e ao Pássaro. Pela maneira que fui recebido pelo clube, pelo staff e por todos os jogadores. Em especial à torcida, que tivemos algo mágico. Tivemos a chance de conquistar o acesso, que era o nosso sonho- disse o treinador, e falou da sequência de sua carreira.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

- Sofrimento muito grande por não ter conseguido subir o Vasco, é uma coisa que me toca profundamente. Quem está dentro do processo, e eu estou dentro do processo o tempo todo, eu vou saber o que fazer. Amo o que eu faço, vou entregar o máximo para os jogadores e o clube que eu represento. E quero entregar um futebol para o torcedor para que tenha resultado e goste do que está vendo - completou.

O início da passagem do técnico pelo clube encheu a torcida de esperança depois de ficar cinco jogos sem perder. Velhos erros, no entanto, voltaram a atormentar o time, que está há cinco partidas sem vencer - com quatro derrotas seguidas - três delas dentro de São Januário. Segundo o comandante, foi a partir do empate contra o Náutico, nos Aflitos, que a equipe caiu de rendimento na Série B.

+ E o futuro? Confira os próximos passos da reformulação no departamento de futebol do Vasco

- Concordo que foi a partir do jogo com o Náutico. Foi onde a gente teve uma conjunção muito favorável daquilo que se fazia no campo com o torcedor. Quando a gente tem esse momento, tem que saber aproveitar. Ou ia para o acesso ou aconteceria o que aconteceu. Infelizmente a gente não soube. A gente não concluiu esse processo em curso com o acesso tão sonhado - explicou.

Por fim, Fernando Diniz elogiou a torcida do Vasco, que demonstrou todo apoio à equipe seja nos estádios ou nos aeroportos. Contudo, ele voltou a lamentar não ter conseguido carimbar uma vaga de volta à Série A e explicou que os jogadores compreenderam o estilo de jogo no início, mas que o jogo contra o Timbu foi um "divisor de águas".

- Foram dois meses aqui no Vasco. Tínhamos tudo para conseguir o acesso. Estou sempre repensando e analisando (modelo de jogo). O mais importante é a comunicação com os jogadores, a maneira como eles abraçam a ideia e jogar com toda alma para que as coisas aconteçam. Aqui no Vasco, os jogadores entenderam a ideia de jogo de maneira rápida. Quando jogávamos de forma simples, sentíamos mais dificuldade - analisou, e frisou:

+ Em carta, Alexandre Pássaro pede desculpas à torcida do Vasco após fracasso na Série B

- Tivemos um momento que foi quase o 'divisor de águas', que foi contra o Náutico e a gente não soube aproveitar. Aa torcida do Vasco merece que o time volte para a Série A. É uma torcida diferente, já tinha a experiência de jogar contra, e trabalhando aqui foi algo que me encantou. Saio com essa mágoa de não ter conseguido entregar para o torcedor o acesso que eles merecem - finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos