Dinamarquês Holger Rune vence Djokovic e é campeão do Masters 1000 de Paris

O dinamarquês Holger Rune, número 18 do mundo, se sagrou campeão do Masters 1000 de Paris neste domingo ao derrotar na final o sérvio Novak Djokovic, sétimo no ranking da ATP e que defendia o título no torneio.

Rune fechou o jogo em 2 sets a 1, com parciais de 3-6, 6-3 e 7-5, em duas horas e 33 minutos de partida.

Aos 19 anos, o dinamarquês jogava sua quarta final consecutiva, tendo sido campeão em Estocolmo e ficado com o vice em Sófia e na Basileia. Em Paris, ele consegue o troféu mais importante de sua carreira, o primeiro de Masters 1000.

Na segunda-feira, Rune será o primeiro tenista dinamarquês a entrar no Top 10 do ranking da ATP desde a sua criação, em 1973. Ele vai ocupar exatamente a décima posição.

Rune também se torna o primeiro jogador a vencer cinco adversários do Top 10 no mesmo torneio (exceto no ATP Finals).

"Você merece esta vitória", reconheceu Djokovic ao término do jogo. "Que semana extraordinária, não estou contente por você ter me derrotado, mas estou feliz por você!", acrescentou.

'Nole' começou a final de forma avassaladora e venceu o primeiro set sem dificuldades.

Mas não conseguiu aproveitar nenhum dos três break poits consecutivos que teve no início do segundo set, o que deu ânimo para Rune.

O dinamarquês cresceu no jogo e não desperdiçou a primeira chance de quebra que teve. Manteve sua vantagem até o final e levou a partida para o terceiro e decisivo set.

Djokovic parecia encaminhar a vitória ao abrir 3-1 no placar, mas não conseguiu manter o ritmo e Rune chegou ao empate (3-3).

Com 5-5, o dinamarquês quebrou o serviço de 'Nole' para então sacar para o título.

Embora cansado, conseguiu salvar seis break points de Djokovic e venceu em seu segundo match point.

es-ig/dr/iga/cb