Dinamarquês é campeão mundial de ciclismo após 34 horas confinado

O dinamarquês Michael Morkov encerrou em grande estilo uma semana para lá de conturbada. Neste domingo, ele conquistou o título do Campeonato Mundial de ciclismo de pista na prova madison, em Berlim, na Alemanha, menos de dois dias após ser liberado de um confinamento de 34 horas, devido ao risco de contaminação pelo coronavírus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

O ciclista de 34 anos participou dos primeiros quatro dias do Tour dos Emirados Árabes, em Abu Dhabi. Na última quinta-feira, o evento foi cancelado, depois que dois funcionários italianos de uma equipe terem sido diagnosticados com o vírus. A organização manteve atletas, comissões técnicas e outros profissionais confinados em um hotel.

Morkov, que chegou a temer a possibilidade de perder o Mundial de pista, rapidamente viajou para a Alemanha, mas também precisou ficar em quarentena e passar por testes, que deram negativo. No sábado, ele conseguiu uma liberação da União Ciclística Internacional (UCI) para disputar o evento.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O triunfo foi conquistado ao lado do parceiro Lasse Norman Hansen. Eles somaram 62 pontos, contra 33 de Campbell Stewart e Aaron Gate, da Nova Zelândia, que ficaram com a prata. Roger Kluge e Theo Reinhardt, da Alemanha, completaram o pódio.

Leia também:


– Dois dias atrás, eu duvidava que pudesse começar a corrida. Agora estou me sentindo no topo do mundo. Não ser capaz de correr e me tornar campeão mundial em minha absoluta disciplina favorita é indescritível – disse Morkov, à "BBC Sport".

Foi o segundo título mundial do ciclista na madison, que este ano retorna aos Jogos Olímpicos após 12 anos. O primeiro foi conquistado em 2009. Ele também tem no currículo a medalha de prata na prova de perseguição por equipes em Pequim-2008.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também