Dinamarca 'muda' símbolo de sua camisa em protesto contra o Qatar


A partida na qual a Dinamarca empatou em 0 a 0 com a Tunísia, nesta terça-feira (22), pela primeira rodada do Grupo D na Copa do Mundo, teve um momento simbólico. Os jogadores dinamarqueses entraram em campo no Estádio Cidade da Educação com uma camisa monocromática, para esconder o símbolo da Federação Dinamarquesa.

O intuito do uniforme é "não estar visível durante torneio que custou a vida de milhares de pessoas", em repúdio ao Qatar sediar o torneio. Segundo a patrocinadora, as camisas não são só uma homenagem ao título da Dinamarca na Eurocopa de 1992, como também "um protesto contra o Catar e o seu histórico de direitos humanos".

Eriksen - Dinamarca
Eriksen - Dinamarca

Jogadores perfilados usam camisa monocromática (Miguel MEDINA / AFP)

A Dinamarca volta a campo no sábado (26), dia no qual medirão forças com a França, às 13h (de Brasília).