#Verificamos: Dilma não disse ‘se vírus veio da China, por que vacina não funcionaria?’

Agência Lupa
·2 minuto de leitura
Dilma não disse ‘se vírus veio da China, por que vacina não funcionaria?’ - Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma não disse ‘se vírus veio da China, por que vacina não funcionaria?’ - Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

por ÍTALO RÔMANY

Circula nas redes sociais um post que atribui à ex-presidente Dilma Rousseff (PT) a seguinte frase: “Se o vírus veio da China e funciona, por que a vacina não funcionaria?”. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

É falso que Dilma disse ‘se vírus veio da China, por que vacina não funcionaria?’  - Foto: Reprodução
É falso que Dilma disse ‘se vírus veio da China, por que vacina não funcionaria?’ - Foto: Reprodução

“Se o vírus [da Covid-19] veio da China e funciona, por que a vacina não funcionaria? Diz Dilma Rousseff!”
Legenda de imagem publicada em post do Facebook que, até as 17h do dia 29 de outubro de 2020, tinha mais de 1,9 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O Partido dos Trabalhadores (PT), por meio de uma nota publicada em seu site, disse que a declaração atribuída à ex-presidente Dilma Rousseff é falsa e que o post é uma “invenção” feita por grupos bolsonaristas. Não há publicações na imprensa de que a petista tenha dito algo desse tipo. Nas redes sociais da petista (Twitter, Facebook e Instagram) tampouco há menções similares à fala. Além disso, não há registros da existência do portal “Desemprego Brasil – Notícias” na internet.

Sobre vacinas da Covid-19, há pelo menos três publicações no Twitter oficial da ex-presidente. Em 21 de abril, Dilma republicou em sua conta na rede social um texto de seu site defendendo que a vacina contra a Covid-19 fosse gratuita. Em outros dois tuítes, agora em 21 de outubro, Dilma criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por afirmar que não compraria a Coronavac – vacina produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac, que está sendo testada no Brasil pelo Instituto Butantan – mesmo se o imunizante for aprovado pela Anvisa. “Por ignorância e fanatismo ideológico, Bolsonaro ameaça a vida da população brasileira. Interditando o uso de uma vacina, será responsável pelas mortes que vierem a ocorrer pela falta de prevenção. Terá de ser julgado por isso”, diz a ex-presidente.

Atribuições falsas à ex-presidente Dilma Rousseff são constantemente publicadas nas redes sociais. Em setembro, por exemplo, a Lupa desmentiu o boato de que Dilma sugeriu rodízio de alunos e professores na volta às aulas durante a pandemia da Covid-19.

Checagem similar foi feita pelo Comprova.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés