Diego Souza brilha e Sport vence nos pênaltis; Bahia confirma vaga

Sport devolve 3 a 1 e vence Campinense nos pênaltis

O torcedor do Sport sabia que a equipe não teria vida fácil para conseguir avançar às semifinais da Copa do Nordeste neste domingo, muito pelo resultado do jogo de ida. Mas se sabe, também, da boa fase de Diego Souza, meia-atacante convocado por Tite na última data Fifa. E o jogador foi essencial para a conquista: com dois belos gols do meia, o Leão devolveu os 3 a 1 do primeiro encontro ao Campinense e definiu a vaga nas cobranças de pênaltis, vencida por 4 a 2.

Correndo atrás do prejuízo, o Sport comandou o primeiro tempo. Pressionando o rival, logo abriu o placar. Aos três minutos, Rithely deu belo passe para Rogério, que driblou o goleiro, fez o gol e animou a Ilha do Retiro. Aos 17, destacou-se o talento de Diego Souza pela primeira vez. Em tabela com Rithely, ele fez bela jogada pela direita, invadiu a área adversária, driblou mais um zagueiro e tocou com categoria na saída de Glédson.

Na segunda etapa, o Campinense começou melhor e achou o gol no início. Aos três minutos, a equipe de Campina Grande conseguiu envolver o Leão na troca de passes e, premiando a boa ação coletiva, diminuiu com Fernando Pires. O atleta recebeu o passe de Reinaldo Alagoano, que fez pivô e rolou para ele finalizar.

Atrás do gol que igualava o confronto, o Sport pôde comemorar após mais um grande lance de Diego Souza. Aos 14 minutos, a bola sobrou, dentro da área, no alto, e ele emendou a clássica bicicleta para empurrar para as redes. O golaço foi o último durante o tempo regulamentar. Nos pênaltis, Magrão defendeu uma e o zagueiro Joécio isolou outra, resultando no placar de 4 a 2 e na classificação do Leão. DS87, o último a cobrar pelo Sport, nem precisou bater.

Classificado, o Sport protagoniza um clássico regional na semifinal da competição. Contra o Santa Cruz, a partir do próximo domingo, o Leão agita o Recife e começa a disputar uma vaga na final do Nordestão.

Bahia vence bem e confirma vaga na semifinal

Com a situação confortável após vencer bem fora de casa, na partida de ida, o Bahia entrou em campo neste domingo, na Fonte Nova, para confirmar a vaga à semifinal da Copa do Nordeste, o clássico contra o Vitória. Em ritmo leve, a boa vitória do Tricolor sobre o Sergipe, por 3 a 0, construída na segunda etapa, foi importante para a vantagem do mando de campo na próxima fase. Com o acumulo dos três pontos, o Bahia joga em seus domínios a segunda partida do Ba-Vi.

Os gols do Bahia foram marcados por Edson, duas vezes, e Edigar Junio, todos na etapa complementar. Aos cinco minutos, o volante aproveitou o erro da defesa adversária, que tentou fazer linha de impedimento em uma cobrança de falta, dominou a bola que sobrou aos seus pés e mandou com tranquilidade para o gol.

O segundo dele, aos 17 minutos, nasceu também de uma bola parada. Em cobrança de escanteio, viu Hernane ajeitar a bola, na segunda trave, antes de empurrar para o gol. Aos 37, mesmo com um jogador a menos, o lateral Eduardo foi expulso depois de cometer falta violenta, o Bahia achou o terceiro gol e fechou a conta. Edigar Junio, que entrou no lugar de Régis, aproveitou sobra da zaga e deixou o seu.

Na próxima fase da competição, a semifinal, o Tricolor joga contra o Vitória, no clássico Ba-Vi, a partir do próximo domingo, e decide a classificação em casa por ter somado mais pontos.