Diego Godín deixa Cagliari para jogar no Atlético-MG

·2 min de leitura
(arquivo) O zagueiro uruguaio Diego Godin vão disputa a bola com o atacante Pedro durante um jogo da Serie A entre Cagliari e Roma no estádio Olímpico na capital italiana no dia 23 de dezembro de 2020 (AFP/Filippo MONTEFORTE)

O Atlético-MG anunciou nesta quarta-feira o capitão da seleção uruguaia, o zagueiro Diego Godín, como reforço para esta temporada, na qual buscará repetir o título de campeão brasileiro e conquistar a Copa Libertadores.

"O atleta assinou contrato com o Galo até 31 de dezembro de 2022, com possibilidade de extensão", disse o clube em um comunicado.

Godín, de 35 anos, vai desembarcar em Belo Horizonte como agente livre após rescindir seu contrato com o Cagliari, que o contratou em setembro de 2020 junto à Inter de Milão, informou mais cedo o time italiano, que luta para se manter na primeira divisão.

Destaque do Atlético de Madrid de Diego Simeone, com quem conquistou a Copa do Rei (2013), a LaLiga (2014), a Supercopa da Espanha (2014), duas Liga Europa (2012 e 2018) e três Supercopas Europeias (2010, 2012 e 2018), o uruguaio reforçará a defesa do Galo, que havia sido afetada no início do ano pela saída de seu capitão, o paraguaio Junior Alonso, que se transferiu para o Krasnodar da Rússia

- Um 'Faraó' em Belo Horizonte -

"El Faraón", que disputou três copas do mundo com o Uruguai e foi campeão da Copa América-2011, vai se juntar a um poderoso elenco liderado pelos atacantes Hulk e o chileno Eduardo Vargas, os meias argentinos Ignacio Fernández e Matías Zaracho, o venezuelano Jefferson Savarino e o lateral Guilherme Arana, entre outros.

Será seu retorno a um clube da América desde que deixou o Nacional de Montevidéu em 2007 para jogar no Villarreal da Espanha, de onde os 'colchoneros' o compraram em 2010.

Embora ainda não tenha anunciado a substituição do técnico Cuca, que anunciou sua saída no final de dezembro alegando motivos pessoais, o Galo vai apostar em 2022 para repetir os títulos do Campeonato Brasileiro, o primeiro obtido desde 1971, e a Copa do Brasil conquistados na temporada passada.

Além disso, buscará o bicampeonato da Libertadores, torneio que conquistou uma vez, em 2013, sob o comando do próprio Cuca e contando em campo com o talento de Ronaldinho Gaúcho.

Godín é um dos jogadores mais antigos da seleção uruguaia, junto com os atacantes Edinson Cavani (Manchester United) e Luis Suárez (Atlético de Madrid).

bur-raa/app/ol/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos