Diego dá a volta por cima no Flamengo e avisa: "Aroma novo, aroma de Libertadores"

Amor e ódio, essa é a melhor descrição para o relacionamento entre Diego e a torcida do Flamengo. O meia, que chegou em 2016 nos braços do povo foi um dos mais criticados em eliminações e derrotas traumáticas nos últimos três anos. Sempre chamando a responsabilidade, para o bem e para o mal, o camisa 10 perdeu penâltis importantes e também conheceu o inferno no clube. 

Mas Diego nunca abaixou a cabeça, o meia seguiu trabalhando e em janeiro, quando estava prestes a sair do Flamengo fez um esforço para seguir com a história e tentar um final feliz. No último sábado(23), diante do River Plate, na grande decisão da Copa Libertadores, o camisa 10 mudou a cara do jogo e foi o grande trunfo de Jorge Jesus para buscar a virada. 

Curiosamente, Diego sequer estaria em campo se não fosse justamente o comprometimento que tem. Depois de sofrer uma lesão séria, ainda nas oitavas de final da competição, o diagnóstico era de que só voltaria no ano que vem, mas confiante no ano do Flamengo, o jogador fez de tudo para se recuperar em tempo recorde. 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Dito e feito, Diego não só se recuperou como foi fundamental para o título. Uma redenção merecida para o grande profissional que vem demostrando ser no clube. 

Flamengo River Plate Libertadores
Flamengo River Plate Libertadores

(Foto: Getty Images)

"O processo é árduo, difícil, o futebol não é matemática, você não tem um conta exata para alcançar os objetivos, você tem o planejamento mas não sabe exatamente quando isso vai acontecer. Aconteceu em 2019. Natural que muitos tirem sarro porque o Flamengo tem um impacto gigantesco, mas da nossa parte, eu não sinto necessidade nenhuma de falar, nós temos a nossa própria história, nossa própria camisa", disse Diego feliz da vida com o título. 

O camisa 10 também lembrou as provocações de cheirinho e falou sobre o novo aroma que paira sobre a Gávea

"Hoje nós temos um aroma novo que é o aroma da taça da Libertadores, o Brasileirão chega em breve. O patamar do Flamengo está elevado, temos que nos comportar dessa forma para que a gente possa ganhar cada vez mais e fazer parte de tudo isso para mim é uma grande honra". 

Leia também