Diego Costa topa reduzir pedida para jogar no Palmeiras

·1 minuto de leitura
Diego Costa está livre desde a virada do ano, quando rescindiu com o Atlético de Madrid (Getty Images)
Diego Costa está livre desde a virada do ano, quando rescindiu com o Atlético de Madrid (Getty Images)

Quando Jogner Costa, tio de Diego Costa, garantiu ao Blog que o atacante quer jogar no Palmeiras, ele não mentiu. Tanto que o centroavante de 32 anos está disposto a baixar sua primeira pedida salarial para retomar as negociações com seu clube do coração.

"O Diego pediu R$ 2 milhões por mês no primeiro encontro com o Palmeiras. Hoje, ele topa ganhar menos do que isso para fechar", afirma uma pessoa próxima à família do centroavante, acrescentando que Diego Costa tem muita vontade de continuar no Brasil.

Leia também:

"Ele tem uma proposta da Turquia (Besiktas) e outras sondagens. Mas a intenção é ficar por aqui, mais perto da família e do time que ele é dono (Lagarto). Até por isso tudo, fechar com o Palmeiras seria o sonho", acrescenta a fonte, que pediu anonimato.

É importante contar que na primeira rodada de negociações, o Palmeiras nem sequer fez uma contraproposta depois da pedida de R$ 2 milhões. Naquele momento, Diego Costa já aceitava discutir alternativas. Mas não foi possível.

Também de acordo com o amigo da família de Diego Costa, o namoro entre clube e jogador começou há tempos. "Quando o Alexandre Mattos ainda era o executivo do Palmeiras, ele ligou para o Diego. Foi aí que tudo começou. Imagino que se o Mattos ainda estivesse no clube, o Diego Costa já estaria contratado", acrescenta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos