"Diego Costa era nosso Messi em 2014", diz Simeone

Diego Simeone inegavelmente mudou o Atlético de Madrid no cenário mundial. Desde 2011 no clube, o treinador, que já levou os Colchoneros a duas finais da Champions League, e conquistou um Campeonato Espanhol e uma Liga Europa, concedeu uma entrevista ao jornal AS, onde falou sobre a sua opção por ter escalado Diego Costa no jogo decisivo com o Barcelona, em 2014.

"Era como se Messi estivesse um pouco lesionado e não jogasse uma final de Champions League pelo Barcelona. Para nós, Diego Costa era como Messi", confessou.

Diego Simeone Atletico Madrid Sevilla La Liga

"O que ele está fazendo no Chelsea é genial e certamente é um dos autores do que está acontecendo com o time. O Atlético tentou tudo, mas na Inglaterra não há cláusula de rescisão. Diego fez todo o possível para vir", completou.

Simeone ainda explicou a sua permanência no Vicent Calderón após o término da temporada 2015-16, quando todos apontavam a sua saída.

"Eu disse o que sentia, precisava pensar. É tão grave? Pense que se quisesse ir para outro time, eu tinha 35 milhões de razões. E não fui porque não quis, porque não quero. Porque ainda me sinto identificado com o que faço, com o clube, porque ainda tenho um apego enorme com o time e entendo que ainda estamos virgens", concluiu.

Ocupando a quarta posição da La Liga com 55 pontos, o Atlético de Madrid se prepara para visitar o Malaga, no próximo sábado (1 de abril), às 15h45 (horário de Brasília)