Diego Cerri confirma consulta do Santos, mas vê falta de timing para o acerto

Divulgação/Bahia


O Santos procurou o paulista Diego Cerri, de 47 anos, para assumir o cargo de executivo de futebol do clube. As conversas aconteceram recentemente, mas, à princípio, não houve acordo. Atualmente, o profissional ocupa a mesma função no Grêmio.

Em contato exclusivo com o LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE, Cerri confirmou a procura do time de Vila Belmiro, mas como assumiu compromisso com o Grêmio para coordenar a transição da nova diretoria que vai assumir o clube, vê falta do tempo acerto para uma possível transferência.

- Eu conversei com presidente Andres Rueda na semana passada. Vai ter eleição no Grêmio, no dia 12. Definição do futuro presidente. Eu assumi um compromisso de transição caso eu não fique. Então, eu não consigo sair correndo, o meu tempo não está igual do que o Santos precisa. O momento não está batendo. O Santos está correndo contra o tempo, o timing da negociação não é o certo. Eu não quero segurar o planejamento do clube. Nesse momento, foi a conversa que tivemos - disse Cerri.

O profissional chegou ao Grêmio em 2021. Antes, passou por Grêmio Barueri, Red Bull Bragantino, Ceará e Bahia. O profissional chegou a ser treinador das categorias de base do Al Nasr Dubai, dos Emirados Árabes Unidos. Na equipe do interior de Barueri, também foi treinador.

- Meu contrato é CLT (com o Grêmio) e tem uma multa. Eu gosto muito do Santos, quem sabe no futuro - completa Cerri.

O Peixe está sem executivo de futebol desde 18 de agosto quando determinou a saída de Newton Drummond. Desde então, Andres Rueda decidiu assumir as principais decisões do clube e deixou o cargo em aberto para uma oportunidade futura.

Durante esse período o nome de Vanderlei Luxemburgo entrou em pauta. A contraproposta do antigo treinador, porém, não agradou: ele gostaria de chegar para treinar a equipe neste ano. Assim, o Comitê de Gestão do Peixe recusou.