Diego é operado e deve começar fisioterapia na próxima semana

O meia Diego passou por cirurgia na manhã deste sábado, após sofrer lesão no joelho direito durante a vitória do Flamengo sobre o Atlético-PR por 2 a 1, na última quarta-feira, pela Libertadores. De acordo com o departamento médico do clube, tudo correu bem na operação.

“Foi realizada uma artroscopia para tratar a lesão de menisco, depois trataremos a lesão do colateral medial junto na fisioterapia. Correu tudo bem”, garantiu o médico do Rubro-Negro, Márcio Tennure. O meia sofreu lesão no ligamento colateral medial e também no menisco medial. A previsão é de que o atleta fique até seis semanas parado.

“A previsão é de alta hoje, e segunda-feira ele iniciará o processo de fisioterapia. Acreditamos que de 4 a 6 semanas ele estará apto a voltar às suas rotinas de treinamento”, confirmou o doutor, mantendo o prazo de recuperação de Diego.

O Flamengo confirmou que o jogador deve se reapresentar já na segunda-feira, para iniciar os tratamentos. Por conta da lesão, o meia não atua mais no Campeonato Carioca, além de perder o restante da fase de grupos da Libertadores e, ainda, as primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro.

O técnico Zé Ricardo tem os meias Mancuello e Ederson, além dos jovens Matheus Sávio e Lucas Paquetá, como principais opções para substituir Diego. O segundo, porém, ainda está em fase final de recuperação física, e não atua desde 2016.

O próximo compromisso do Fla é a semifinal do Carioca, no fim de semana dos dias 22 e 23 de abril, diante do Botafogo. Pela Libertadores, o Rubro-Negro joga no dia 26, novamente contra o Atlético-PR, desta vez em Curitiba.