Dia da Consciência Negra: Museu do Futebol distribui biografia de Djalma Santos aos visitantes

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Nos dias 20 e 21 de novembro (sábado e domingo), o Museu do Futebol, em São Paulo, irá distribuir 500 unidades do livro “Djalma Santos: do porão ao Palácio de Buckingham”, biografia que conta a história do craque negro que se tornou bicampeão do mundo e foi eleito pela FIFA como o melhor lateral-direito de todos os tempos.

Escrita pelos jornalistas Flávio Prado, Norian Segatto e Adriana Mendes, a obra apresenta detalhes da vida de Djalma Santos desde o começo de sua carreira no futebol de várzea, passando por suas atuações em grandes clubes como Portuguesa, Palmeiras e Atlético-PR, pelas histórias das quatro Copas do Mundo disputadas e dos dois títulos mundiais conquistados pelo Brasil em 1958 e 1962.

Nesta edição, de 182 páginas, constam 130 fotografias e dezenas de depoimentos de ícones do futebol brasileiro, como Pelé, Zagallo, Pepe, Vanderlei Luxemburgo e Luis Felipe Scolari. O Museu do Futebol está instalado em uma área de 6,9 mil metros quadrados sob as arquibancadas do Estádio do Pacaembu. É um espaço interativo, lúdico e multimídia, no qual a história do esporte mais popular do Brasil se confunde com a própria história do país.

Djalma Santos, que faleceu em 2013, foi o primeiro entrevistado pelo “Futebol, Memória e Patrimônio”, projeto do Museu do Futebol em parceria com o Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que buscou a constituição de um banco de depoimentos orais (registrados em áudio e vídeo) com jogadores de futebol que representaram a seleção brasileira nas Copas do Mundo de 1930 até 2010.

No próxino final de semana, quando é celebrado o Dia da Consciência Negra, os livros serão entregues aos visitantes. O ponto de entrega será no guarda-volumes, localizado logo na entrada do museu, e a distribuição será feita por ordem de chegada até acabar o estoque - serão 300 livros no sábado e 200 no domingo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos