1ª medalha do Brasil, Simone Biles e 'treta' no skate: o que rolou na madrugada da Olimpíada

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Kelvin Hoefler conquistou a primeira medalha brasileira em Tóquio com a prata no skate street (Foto: REUTERS/Toby Melville)
Kelvin Hoefler conquistou a primeira medalha brasileira em Tóquio com a prata no skate street (Foto: REUTERS/Toby Melville)

O segundo dia oficial de competições nos Jogos Olímpicos de Tóquio foi agitado para o Brasil. A madrugada de sábado para domingo trouxe a primeira medalha brasileira no Japão, além da estreia de grandes astros do esporte.

Perdeu algum detalhe? O Yahoo Esportes destaca o que de melhor rolou durante a madrugada olímpica no Japão.

Leia também:

Kelvin Hoefler, do skate, ganha 1ª medalha do Brasil

Veio do skate a primeira medalha brasileira em Tóquio. Kelvin Hoefler conquistou a prata na final do skate street, modalidade estreante nos Jogos de 2020. O ouro ficou com o japonês Yuto Horigome e o bronze foi para o norte-americano Jagger Eaton.

"Isso representa o skate brasileiro (...) Isso é o começo de uma geração que está por vir e amanhã tem muito mais [medalhas]", disse Kelvin após a conquista.

'Treta' no skate brasileiro?

Nem tudo foi festa após a medalha olímpica de Kelvin. Letícia Bufoni chamou a atenção dos fãs ao não celebrar a conquista do compatriota nas redes sociais e precisou se explicar.

De acordo com Letícia, Kelvin não faz questão de participar dos "rolês" com os outros skatistas brasileiros e evita as atividades em conjunto. Bufoni afirmou que isso é uma opção de Kelvin, e que nenhum dos atletas do skate tem problemas com ele. A skatista revelou, inclusive, que Kelvin bloqueou o perfil da CBSK (Confederação Brasileira de Skate) no Instagram. Climão, né?

Simone Biles estreia, mas sem show

Um dos principais nomes desta Olimpíada, a americana Simone Biles fez a sua estreia nas competições de ginástica em Tóquio. As apresentações da multicampeã foram de alto nível, mas com um grave erro na prova de solo - ao tentar aterrissar após acrobacia, a ginasta errou o pouso e acabou caindo para fora do tablado. O erro não foi capaz ofuscar o brilhantismo da apresentação de Biles, que segue na disputa por medalhas em Tóquio.

Na Olimpíada de 2016, a primeira da carreira de Biles, a ginasta conquistou quatro medalhas de ouro e uma de bronze. Além das conquistas no Rio há cinco anos, a estadunidense também soma 19 medalhas de ouro em Mundiais de Ginástica.

Osaka em ação

Depois de ser protagonista na cerimônia de abertura dos Jogos de Tóquio ao acender a pira olímpica, a japonesa Naomi Osaka estreou no torneio de tênis com uma vitória sobre a chinesa Zheng Saisai. A tenista número 2 do mundo venceu sem sustos, por 2 sets a 0 (6-1 e 6-4).

A partida na madrugada deste domingo significou também o retorno às quadras de Osaka, que não jogava desde que decidiu abandonar o torneio de Roland Garros no final de maio após se recusar a participar das coletivas de imprensa, alegando cansaço mental.

Surfe agita madrugada

Após a estreia com vitória de Ítalo Ferreira e Gabriel Medina na noite de sábado, a madrugada de domingo trouxe mais astros do surfe para as ondas da praia de Tsurugasaki.

A surpresa foi a derrota de John John Florence na primeira rodada. O americano precisou da repescagem para avançar às oitavas de final.

Scheidt inicia 7ª disputa olímpica

O brasileiro Robert Scheidt iniciou a sua sétima participação em Olimpíadas nesta madrugada. Ele terminou em 11º na primeira regata da categoria Laser, mas ainda segue com chances de medalha em Tóquio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos