Di María e família foram "mercenários ao deixar o Real". É o que diz a mulher do argentino

Goal.com

Em agosto de 2014, Ángel di María se transformou na maior contratação da história realizada por um clube inglês até o momento. Vindo de uma boa temporada no Real Madrid, se transformou em reforço do Manchester United por 75 milhões de euros.

A saída do argentino do clube merengue não caiu nada bem entre os torcedores, que o acusaram de ter abandonado Madri apenas por ter recebido uma proposta melhor dos Red Devils. Seis anos depois, Jorgelina Cardoso, esposa do jogador, "confirmou" o que os fãs já desconfiavam.

"Ángel chegou em mim um dia e disse: 'olhe esta proposta do Manchester United'. Eu não queria ir, falei para ele ir sozinho. 'Vamos os dois', ele respondeu. Era muito dinheiro, mais do que os espanhóis tinham oferecido. Assim, nós fomos. Se você trabalha em uma empresa e alguém lhe oferece o dobro do salário, você vai correndo!" declarou Jorgelina.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E a esposa do jogador também polemizou no motivo de não querer ir para a Inglaterra: nenhuma relação com o esporte. A real razão é de que Jorgelina não gostava da cidade.

"Nós éramos amigos de Gianinna Maradona, esposa de Sergio Aguero, e viajamos para Manchester nas férias durante um ano. É horrível! Voltamos para casa e eu disse para Ángel: 'vá para qualquer país, menos a Inglaterra'. Aí, caímos na Inglaterra." polemizou.

Fato é que a passagem do argentino por Manchester realmente não foi das melhores: depois de tanta expectativa depositada, o atacante não conseguiu corresponder e deixou o United apenas um ano depois, tendo marcado quatro gols e sendo considerado uma das piores contratações da equipe inglesa.

Agora no PSG, reabilitou sua carreira e é um dos grandes destaque do clube parisiense no ano, formando um "quarteto fantástico" com Mbappé, Neymar e Icardi. Sua esposa, no entanto, ainda guarda traumas da cidade britânica.

"Não gostava nada de lá. Estamos em Paris, posso falar. As pessoas todas são estranhas. Você anda e não sabe se elas vão te matar. A comida é nojenta. As mulheres parecem de porcelana. Eu e Ángel estávamos em Madri, no melhor time do mundo, comida perfeita, clima perfeito. E aí chegou a proposta do United..." finalizou Jorgelina.

Sim, ela realmente falou isso.

Leia também