Deyverson de volta ao Palmeiras? Getafe não ficará com o atacante

Goal.com

Assim como aconteceu com Arthur Cabral, vendido para o Basel, o Palmeiras esperava que Deyverson fosse negociado em definitivo após empréstimo para o Getafe. As conversas iniciais entre os clubes aumentaram ainda mais as esperanças alviverdes. Porém, o atacante brasileiro não terá seu contrato renovado e seu futuro volta a ficar em aberto.

O atacante tinha uma cláusula em seu contrato que obrigava o Getafe a comprar 70% de seus direitos, que pertencem ao Palmeiras, por 6 milhões de euros (cerca de R$ 35 milhões), caso ele atingisse a marca de nove gols marcados pelo clube espanhol e tivesse disputado mais de 50% dos jogos. No entanto, o brasileiro não conseguiu bater as metas, o que também foi prejudicado pela paralisação das competições.

Assim, sem a obrigatoriedade de comprá-lo, o Getafe não ficará com o jogador, de acordo com o Marca, da Espanha. O principal motivo para isso, de acordo com o clube, é a dificuldade financeira decorrente da crise causada pelo novo coronavírus, que impacta boa parte dos times pelo mundo. Deyverson, inclusive, ficou de fora dos relacionados para a partida desta terça-feira (23), contra o Valladolid, pelo Campeonato Espanhol.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O contrato do atacante com o Getafe á válido até o dia 30 junho, terça-feira da próxima semana. Mas isso não significa que ele voltará a vestir a camisa do Palmeiras após esse período. Isso porque o clube paulista e o empresário do atleta estudam a possibilidade de encontrar um novo destino para o jogador. Deyverson já manifestou sua intenção de continuar na Espanha. 

Pelo Getafe, o brasileiro atuou em um total de sete partidas, cinco em La Liga e dois pela Liga Europa, e marcou um gol, contra o Ajax. 

Pelo Palmeiras, Deyverson marcou 24 gols em 100 partidas, mas ficou marcado por suas simulações dentro de campo e algumas confusões em jogos importantes, que resultaram em cinco expulsões e 15 cartões amarelos no total.

Leia também