Em desvantagem, Sport recebe o Campinense; Bahia encara o Sergipe

Após perder por 3 a 1 no jogo de ida, o Sport receberá o Campinense, neste domingo, às 16 horas, no jogo de volta das quartas de final da Copa do Nordeste, na Ilha do Retiro. Como o gol fora é um critério de desempate, o time pernambucano precisa vencer por 2 a 0 para se classificar ou, se tomar gols, vencer por três gols de diferença. Caso o time da casa vença por 3 a 1 a partida irá para as penalidades. Para a Raposa, qualquer vitória, empate e até derrota por um gol de diferença dá classificação.

O Leão da Ilha deverá manter a base do primeiro jogo e fazer alguns ajustes, assim como o treinador Ney Franco disse sobre a derrota para o Campinense na quinta-feira. “Várias coisas que têm que ser ajustadas. Mas, se olhar só o jogo da última quinta, o adversário soube aproveitar as jogadas de lado de campo. Tenho que ver o vídeo para ver onde errou, onde precisa fazer ajuste. Se é um jogador, se é posicionamento. E passar para os atletas”.

O meio-campista Rithely, que fez sua partida de número 300 pelo Leão do Norte da última quinta, também destacou a necessidade de minimizar os erros. “Jogamos com garra, mas não conseguimos fazer o que o treinador pediu. Precisamos errar menos para conseguir a classificação”.

Quem deve ganhar mais espaço no time titular é o jovem atacante Juninho. O garoto de 18 anos, que subiu em definitivo para o profissional nesta temporada, foi o autor do gol do Sport na derrota para a Raposa no confronto de ida das quartas de final da Copa do Nordeste.

O novo comandante do Rubro-negro Pernambucano também previu que os ajustes serão feitos na conversa. “Temos dois dias para descansar os jogadores. Não adianta dizer que vai trabalhar em campo porque, se não, os jogadores não aguentam. Temos que trabalhar muito na conversa. Agora é assumir a responsabilidade, todo mundo, comissão, jogadores. Entrar em campo e inverter essa situação”, disse Ney Franco após a derrota para o Campinense.

Com boa vantagem, Bahia recebe o Sergipe

Quem também entra em campo no domingo para jogar sua partida de volta da Copa do Nordeste é o Bahia. O Esquadrão de Aço venceu o Sergipe por 4 a 2 no primeiro jogo e encaminhou a sua classificação, podendo perder por dois gols de diferença até o 3 a 1. Caso o time de Aracaju vença por 4 a 2 teremos penalidades.

Mesmo com o resultado favorável, o Tricolor Baiano irá com força máxima para o segundo confronto contra o Sergipe. Entre os destaques do time estão Edigar Junio, que está voltando de lesão, e o meio-campista Régis, que garantiu que nada está garantido.

“Fizemos um grande jogo, conseguimos uma boa vantagem. Mas o que aconteceu já passou. Temos foco dentro de casa, time difícil, impomos nosso ritmo, fizemos um resultado positivo. Não é por termos ganhado que está tudo certo”, disso Régis, um dos melhores jogadores do Bahia nesse início de temporada.

O treinador Guto Ferreira teve um discurso similar ao ser perguntado se já pensava no confronto contra o Vitória no dia 9 de abril. “Na Copa do Nordeste ninguém classificado. Só após o segundo jogo que a situação será ratificada. Todo respeito a equipe do Sergipe, temos que jogar muito bem em Salvador para conseguir mais um triunfo e aí sim pensar no próximo adversário”.

O Sergipe deverá escalar um time misto para a partida de volta, entretanto isso não muda nada na visão de Zé Rafael. “Independentemente da equipe do Sergipe… Como ela vier para cá, a nossa equipe vamos nos preparar para fazer um bom jogo, independentemente de ser contra a equipe titular ou reserva do Sergipe. A nossa equipe vai com força máxima para garantir logo essa vaga nas semifinais”.