Com desfalques, Grêmio estreia na Libertadores visitando o Zamora

A expectativa chegou ao fim e o Grêmio finalmente fará sua estreia na Copa Libertadores. Tendo que lidar com alguns desfalques, o Tricolor começa a trajetória na atual edição do torneio às 21h45 desta quinta-feira, quando visita o Zamora, na Venezuela, pela primeira rodada do Grupo 8.

Apesar de grande, a euforia em torno do primeiro jogo da equipe gaúcha na competição continental acaba sendo diminuída pela ausência de importantes peças do elenco. Com uma fratura na costela sofrida no Gre-Nal do último domingo, o zagueiro Pedro Geromel será baixa por tempo indeterminado. Outro pilar da conquista do pentacampeonato da Copa do Brasil, o capitão Maicon sofre com um problema na panturrilha, não participou do clássico e também não poderá estar à disposição do técnico Renato Gaúcho no jogo desta semana.

Leia também: Jael passa por cirurgia após romper ligamento do joelho

“O Maicon eu já sabia, porque já havia conversado com ele antes do Gre-Nal. Passei para ele a minha experiência de panturrilha. Achava que era difícil. Agora, o Geromel é uma surpresa muito grande, até porque ele acabou jogando e não se queixou após o jogo. É lógico que preocupa. Temos quatro zagueiros no grupo. O próprio Kannemann está viajando com o ombro dolorido. Por pouco não viaja”, comentou o treinador, lamentando a falta de Geromel.

Tentando trabalhar em cima dos desfalques e em busca de se sair bem fora de casa, Renato finalizou os preparativos para a partida contra o Zamora na manhã desta terça, antes do embarque para a viagem de 4h30min à Barinas, na Venezuela. O comandante aplicou um treino totalmente fechado à imprensa, mas não deve modificar o esquema que tem utilizado nos últimos jogos da equipe pelo Estadual. Na vaga de Geromel, na defesa, ele deve promover a entrada do zagueiro Rafael Thyere, além de repetir a entrada de Michel no lugar de Maicon.

Com as mudanças, o provável elenco gremista que sai jogando nesta quinta deve contar com: Marcelo Grohe; Léo Moura, Thyere, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jailson (Arthur), Michel, Ramiro, Bolaños e Luan; Pedro Rocha (Barrios).

Zamora reconhece favoritismo gremista, mas promete dar trabalho

Do lado venezuelano da partida, o modesto Zamora espera fazer uma grande partida contra o Grêmio. Disputando a terceira Libertadores de sua história, após faturar o título do Campeonato Venezuelano em 2016, a equipe sabe que terá uma pedreira em sua estreia na atual edição.

“Nos preparamos bem para enfrentar a Libertadores. Mas claro que o Grêmio é o favorito. Já foi campeão, é uma equipe que terminou bem o ano passado e trouxe jogadores importantes, como Léo Moura e Lucas Barrios. Conhecemos bem o Grêmio, com Maicon, Pedro Rocha, Fernandinho, Everton, Luan. Estamos cuidando há tempos, vendo o Gauchão”, declarou Francesco Stifano, técnico do Zamora.

Sem nunca ter passado da fase de grupos da Liberta, o time do oeste da Venezuela espera trabalhar as suas principais características para pelo menos dar trabalho nesta primeira fase. O Grupo 8 conta, além do Grêmio, com o Guaraní-PAR, que venceu o chileno Deporivo Iquique, por 1 a 0, na partida de abertura da chave.

“As qualidades do Zamora partem da ordem tática. Não é um futebol vistoso, mas muito rápido, preparado para se defender. Não é a mesma coisa jogar o Campeonato Venezuelano do que jogar a Libertadores. Pegamos um grupo com tradição copeira, e vamos competir. Queremos mostrar um Zamora intenso, que pressione, e vamos tentar fazer uma partida muito ordenada.

FICHA TÉCNICA

ZAMORA-VEN X GRÊMIO-BRA

Local: Estádio La Carolina, em Barinas (Venezuela)

Data: 09 de março de 2017, quinta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Darío Herrera

Assistentes: Não Divulgado

GRÊMIO:  Marcelo Grohe; Léo Moura, Thyere, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jailson (Arthur), Michel, Ramiro, Bolaños e Luan; Pedro Rocha (Barrios)

Técnico: Renato Portaluppi

ZAMORA: Carlos Salazar; Ángel Faría, René Flores Ezequiel Filippetto e Luis Ovale; Luis Vargas, Luis Melo, Reimond Manco e Ricardo Clarke; Brian Mendoza e César Martínez

Técnico: Francesco Stifano