Botafogo cancela pré-temporada no exterior por desentendimento com Ferj

Textor tentou argumentar com a Federação, mas não obteve sucesso (Vítor Silva/Botafogo


O Botafogo desistiu de fazer pré-temporada nos Estados Unidos. De acordo com o "ge", a preparação na Flórida durante o mês de janeiro foi cancelada devido a problemas do Alvinegro com a Ferj por conta da realização do Campeonato Carioca.

A diretoria do clube entrou em contato com a Federação para pedir uma flexibilização em relação ao calendário da competição. A regra do campeonato afirma que os clubes grandes devem utilizar força máxima a partir da 4ª rodada. Porém, a viagem de três a quatro semanas do Alvinegro para os Estados Unidos coincidia com este período.

+ MERCADO DA BOLA: veja as movimentações do seu time de coração


O gestor John Textor quis argumentar com a Ferj que uma pré-temporada no exterior seria boa para que o Botafogo desenvolvesse sua imagem no exterior. No entanto, a Federação foi irredutível. Com isso, o Alvinegro não teria tempo hábil para marcar os amistosos nos Estados Unidos.

A ideia original era de que a equipe ficasse neste período no exterior fazendo atividades integradas. O Botafogo havia encaminhado o acordo para ficar na Flórida e para realizar amistosos com clujbes da MLS, a principal liga americana.

+ Botafogo quer lateral que joga no Mallorca, da Espanha

Com a frustração, a tendência é que a pré-temporada seja realizada no Brasil. Porém, o Alvinegro não definiu se realizará os treinos no Estádio Nilton Santos ou Espaço Lonier, CT do clube.

O Botafogo vem em desacordo com a Ferj desde o ano passado. John Textor fez críticas à arbitragem da competição no ano passado e acenou com a possibilidade de usar uma equipe B em 2023. O clube tentou negociar uma saída, mas o regulamento do Carioca é taxativo.

Todos os participantes do Carioca têm de utilizar a "equipe considerada principal" após a terceira rodada da Taça Guanabara. A multa para quem desobedecer é o valor da cota fixa mínima dos direitos de transmissão.