'Desculpa, galera', diz Medina, derrotado na semifinal; Yasmin reclama de arbitragem

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

TÓQUIO, JAPÃO (FOLHAPRESS) - O brasileiro Gabriel Medina está fora da final do torneio de surfe das Olimpíadas de Tóquio-2020, após ser derrotado pelo japonês Kanoa Igarashi nas semifinais, nesta terça-feira (27).

Em uma bateria de alto nível técnico, o surfista da casa somou 17.00 em suas duas melhores ondas, contra 16.76 do brasileiro. Igarashi passou Medina com uma nota 9.33 a cerca de sete minutos para o fim.

"É foda quando isso acontece, dá uma tristeza, desculpa, galera", escreveu o brasileiro em sua conta no Instagram após a derrota. "Dei meu melhor", disse ainda Medina.

Namorada de Medina e parte de seu staff no circuito mundial de surfe, Yasmin Brunet reclamou da arbitragem: "Lindo você foi incrível!!!! Você foi roubado na cara dura e ninguém fez nada", comentou na postagem do surfista.

A reclamação de Yasmin foi repetida por outros brasileiros nas redes sociais. No entanto, nem o surfista, nem o COB (Comitê Olímpico do Brasil) apresentaram reclamações formais —o regulamento dos Jogos não prevê a possibilidade de protesto contra notas recebidas.

Agora ele disputará a medalha de bronze, às 2h46 (de Brasília), contra o australiano Owen Wright, que foi derrotado pelo também brasileiro Italo Ferreira na outra semifinal do surfe masculino.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos