Deschamps seguirá no comando dos 'Bleus', garante presidente da federação francesa

·1 minuto de leitura
O técnico da França, Didier Deschamps, durante a partida com a Suíça pela Eurocopa

O técnico da França, Didier Deschamps, foi confirmado sem surpresas no comando de sua seleção apesar da eliminação nas oitavas de final da Eurocopa e "não há discussão" sobre isso, disse o presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noël Le Graët, nesta quinta-feira ao jornal Le Figaro.

"A questão foi resolvida em três minutos. A motivação dele é muito forte para continuar, a minha também", disse o chefe da FFF em entrevista ao jornal, publicada um dia depois de uma longa conversa em Guingamp entre o treinador e o chefe do futebol francês.

"Tenho infinita confiança neste homem. Não há debate. Ele é um vencedor, com um currículo único. É um treinador fiel à Federação e estimado pelos jogadores. Não há quebra nem fim do ciclo", acrescentou o dirigente bretão, que vê o treinador "com a vontade de vingança" na Copa do Mundo de 2022.

Deschamps começou como treinador da França em 2012 e com ele a equipe alcançou grandes resultados. Os franceses foram eliminados nas quartas-de-final do Mundial de 2014 no Brasil e venceu a Copa do Mundo de 2018 na Rússia. Nesse meio tempo, os Bleus foram vice-campeões na Euro-2016 em casa.

A eliminação nas oitavas desta Euro-2020, ao perder na disputa de pênaltis para a Suíça (5-4 após um empate em 3 a 3) é, portanto, o pior resultado da fase de Deschamps como treinador da França em grandes torneios.

ama/av/dr/gh/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos