Deschamps garante Camavinga e Varane na estreia da França e avalia peso de ausências: 'Sem preocupação'

O técnico Didier Deschamps, da França, em entrevista em Doha, no Qatar (Foto: Franck Fife/AFP)


Diante de uma série de desfalques e cortes de última hora, o técnico Didier Deschamps demonstrou confiança e tranquilidade na entrevista desta segunda-feira, em Doha, véspera da estreia da França na Copa do Mundo. Se não contará com nomes importantes, como Karim Benzema, o treinador confirmou as participações de Raphael Varane e Eduardo Camavinga no jogo contra a Austrália.

- Ele (Varane) está bem, pronto e disponível para amanhã (terça-feira) - afirmou Didier Deschamps, completando sobre Camavinga:

- O que pode acontecer é que um jogador pode não fazer uma sessão de treinamento ou duas. Não houve preocupação. Estará disponível.

A preparação dos Bleus para o Mundial foi turbulenta. A seleção já se apresentou em Paris com as ausências confirmadas de Mike Maignan, Pogba e Kanté. Antes de embarcar para Doha, a seleção ainda cortou Kimpembe e Nkunku, ambos lesionados. Já no Qatar, veio mais um desfalque - e de peso: o atacante Karim Benzema.

A estreia da seleção francesa, atual campeã, é nesta terça-feira, às 16h, contra a Austrália. Apesar de todos esses problemas, Didier Deschamps destacou a confiança no trabalho e explicou a decisão de não convocar um substituto para o centroavante do Real Madrid.

- O grupo está qualificado com os 25 jogadores. A decisão é minha. Com os jogadores presentes, temos tudo o que precisamos.

= Não há preocupação. Fizemos tudo para assegurar que os jogadores estivessem no seu melhor nível para essa partida importante, mas não decisiva. Não deve haver ansiedade, mas sim calma e serenidade - concluiu o experiente comandante dos Bleus.