Descanso na quarentena pode fazer a diferença para o Barcelona?

Goal.com

O período de quarentena após a pandemia do novo coronavírus acabou prejudicando muitos clubes. Mas para o Barcelona, esse tempo sem futebol pode ter sido bem vantajoso. Além de ajudar na recuperação de Suárez, lesionado antes da paralisação, o período foi importante para esfriar a crise que perseguia o clube e dar um descanso necessário a alguns jogadores.

Um deles é Lionel Messi. Desde que perdeu seu grande parceiro no ataque para o departamento médico, o argentino ficou claramente sobrecarregado no comando ofensivo da equipe, que busca seu terceiro título consecutivo de La Liga. 

Além disso, Messi vem de mais de uma década jogando no mais alto nível do esporte, com curtos períodos de descanso. O argentino praticamente nunca ficou três meses sem jogar futebol, período que certamente será fundamental para uma recuperação física e mental. Se o seis vezes melhor do mundo estiver bem fisicamente e descansado mentalmente, quase todos os problemas do Barcelona acabam.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Mas o ataque da equipe terá outros reforços. Além de ter Luis Suárez de volta ao lado de um Messi com baterias recarregadas, Antoine Griezmann poderá finalmente se firmar no time. A exemplo do camisa 10, o francês também vem de um longo período sem descanso, principalmente por conta da Copa do Mundo de 2018, da qual foi campeão com a seleção da França.

griezmann messi
griezmann messi

“O intervalo foi bom para mim, agora estou no topo porque fazia cinco anos que não descansava tanto tempo”, contou Griezmann ao site do Barcelona.

Quique Setién, treinador da equipe, também ganhou um descanso, das críticas da torcida e da imprensa espanhola. Além de esfriar os ânimos, ter um time mais descansado e entrosado pode ser fundamental para o futuro do treinador.

“Para jogadores como Messi, Antoine [Griezmann], Busi [Sergio Busquets]… que jogam o tempo todo - com suas equipes nacionais também - e viajam muito, a quarentena foi uma coisa boa. Eles conseguiram descansar”, destacou o zagueiro Lenglet ao Mundo Deportivo.

“Luis teve tempo de se recuperar sem pressa. Ele parece bem nos treinos e parece muito confortável com a bola. Ele vai nos ajudar muito”.

Se as expectativas vão se confirmar, só o tempo dirá. Mas o Barça poderá dar uma amostra de sua recuperação já no próximo sábado (13), às 17h (de Brasília), em sua reestreia por La Liga contra o Mallorca. Os catalães lideram a competição com 58 pontos, dois a mais do que o Real Madrid, segundo colocado.

Leia também