Desatenção? São Paulo leva gols decisivos no 2º tempo em mais da metade dos jogos no Brasileirão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
São Paulo deixou a vitória sobre o Coritiba escapar na 2ª etapa, mais uma vez (Foto: Guilherme Griebeler / Coritiba)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O São Paulo tem enfrentado um grande problema neste inicio de Campeonato Brasileiro, o segundo tempo. Dos dez jogos disputados no torneio até aqui, o Tricolor paulista sofreu gols decisivos na etapa final que evitaram vitória ou empate em seis deles. No 1 x 1 com o Coritiba, nesta quinta-feira, o fato voltou a acontecer.


Galeria
> ATUAÇÕES: Luan surpreende, Calleri marca, e Luciano deixa a desejar em empate do São Paulo; veja notas

Tabela
> Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

A dinâmica que o Tricolor paulista parece estar seguindo é: começar o primeiro tempo bem, fluindo nas jogadas e com vantagem, mas voltar do intervalo com menos intensidade e dar chance para o adversário marcar. É desta premissa que a equipe acumulou uma sequência de quatro empates e ainda não venceu fora de casa.

A equipe de Rogério Ceni empatou com o Coxa por 1 a 1 no Couto Pereira nesta última quinta-feira. Mesmo com gol de Calleri, vantagem e maior volume de jogo no primeiro tempo, o Tricolor não conseguiu segurar o resultado na segunda etapa.

Ainda sem vencer fora de casa neste Campeonato Brasileiro, não é de agora que as etapas finais assolam o time do São Paulo.

Na derrota para o Flamengo, logo na 2ª rodada, por 3 a 1, os dois gols que desempataram a partida e deram vantagem para o clube do Rio saíram entre os minutos 69 e 72.

Uma das poucas exceções foi no duelo com o Red Bull Bragantino, pela 3ª rodada, já que o gol do Massa Bruta foi logo no primeiro minuto de jogo.

Depois, no empate por 1 a 1 com o Fortaleza, situação parecida. Luciano abriu o placar aos 12 minutos da segunda etapa, mas poucos tempo depois, Yago Pikachu empatou.

Na rodada seguinte, a situação se reverteu na vitória conta o Cuiabá, por 2 a 1, já que os dois gols do Tricolor paulista foram marcados na etapa final.

+ ANÁLISE: Já vi esse filme... 'Sina do segundo tempo' serve de alerta para o São Paulo na sequência da temporada

Desde o clássico contra o Corinthians, pela 7ª rodada, que terminou com o placar de 1 a 1, a equipe de Rogério Ceni acendeu um alerta em relação à sequência de últimos empates - sendo que todos eles foram causados por problemas no segundo tempo.

No Majestoso, disputado na Neo Química Arena, o São Paulo saiu em vantagem após gol marcado por Calleri nos acréscimos do primeiro tempo. Porém, aos 35 minutos de jogo, o Timão conseguiu controlar a partida, e Adson encontrou sua chance de marcar.

A situação foi parecida contra o Ceará, que terminou em 2 a 2. Na partida, Calleri abriu o placar aos oito minutos de jogo. Cléber, do Vozão, igualou aos 37’. Nestor reagiu e novamente colocou o Tricolor em vantagem, perto dos 42 minutos do primeiro tempo.

Porém, novamente os últimos minutos se tornaram inimigos do São Paulo. Faltando apenas 20 minutos para o término da partida, Mendonza balançou as redes e definiu o empate.

Contra o Avaí, situação semelhante. Reinaldo abriu o placar para o Tricolor paulista na Ressacada com um gol de pênalti. Na volta do segundo tempo, não demorou muito para que o Leão da Ilha encontrasse espaço e marcasse o gol do empate, com Muriqui.

Após o jogo contra o Coritiba, Calleri falou sobre a situação complicada que o São Paulo enfrenta depois que volta dos intervalos.

- Acho que de novo fizemos um baita primeiro tempo, construímos muitas jogadas, mas no segundo tempo não sei o que aconteceu. Porque o ritmo de jogo foi muito alto, corremos para caramba. Mas de novo cedemos gol e time que cede gol não vai ganhar nunca. Não adianta fazer gols. Mas seguimos na luta. Acho que o São Paulo está fazendo baita primeiros tempos e abaixando no segundo tempo. Pode fazer gols? Sim. Mas time que sofre gols não vai ganhar quase nunca - disse o artilheiro.

Com três vitórias, seis empates e uma derrota, o Tricolor paulista ocupa o sexto lugar da tabela do Brasileiro, com 15 pontos. Rogério Ceni falou na coletiva de imprensa após o empate no Paraná sobre este problema que sua equipe carrega nos segundos tempos das partidas.

- Era uma característica de não sofrer gols, agora começamos a sofrer gols no segundo tempo. Precisamos marcar mais. Esse time é coletivo para tudo. Individualmente tem ótimos jogadores, mas não é um time veloz. É um time feito para se jogar em conjunto. Se não tiver peças se apresentando no lugar correto, ainda erramos muito passes, fazemos escolhas erradas - disse.

Porém, o treinador não atribuiu esta queda de rendimento ao cansaço dos jogadores. Para ele, o condicionamento físico não é o culpado. Outro ponto que foi citado diz respeito ao desfalque de alguns nomes do elenco.

- Tomamos gol no segundo tempo como vem tomando, acontece. Não foi por falta de oportunidades, não foi por falta de chances, maior finalização, mais chance de gols. Não é culpa individualizada. Um bloqueio mental, não dá para dizer que o time cansou. O time teve o condicionamento físico o dia todo, precisa decidir jogo, ganhar o jogo. Calleri poderia, mas ele se dedica para caramba, todos têm ele como espelho de dedicação. Todos estão se esforçando, não é um time de velocidade, alas técnicos, meias nossos e que equilibram, não tem Alisson, não tem Talles Costa, não tem Igor Gomes, não tem Sara para o resto da temporada. Quando tem a oportunidade, ganha - completou.

Dos doze gols sofridos até agora no Campeonato Brasileiro, sete deles aconteceram nas etapas finais dos duelos. Em média, isso representa que 58,4% dos gols que o Tricolor paulista sofreu no Brasileirão foram marcados no segundo tempo.

O São Paulo pode reverter esta situação no próximo domingo (12). A equipe encontrará o América-MG pelo Brasileiro às 16h, no estádio do Morumbi.

Veja os jogos em que o São Paulo sofreu gols decisivos na 2ª etapa:

- 2ª rodada - Flamengo 3 x 1 São Paulo - Após empatar, levou os dois últimos gols no 2º tempo

- 5ª rodada - Fortaleza 1 x 1 São Paulo - Saiu na frente, mas tomou o gol de empate aos 24 minutos da segunda etapa

- 7ª rodada - Corinthians 1 x 1 São Paulo - Vencia até os 35 da etapa final, quando sofreu o empate

- 8ª rodada - São Paulo 2 x 2 Ceará - Deixou o 1º tempo vencendo por 2 a 1, mas levou o gol de empate no final

- 9ª rodada - Avaí 1 x 1 São Paulo - Mais uma vez, venceu o 1º tempo, mas cedeu o empate na etapa complementar

- 10ª rodada - Coritiba 1 x 1 São Paulo - E o roteiro se repete. Vitória tricolor na etapa inicial, e gol sofrido no segundo tempo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos