Desafio à vista: na estreia da Série B, Botafogo busca primeira vitória contra o Vila Nova em jogos oficiais

·2 minuto de leitura


Chegou a hora. Nesta sexta-feira, o Botafogo começa a caminhada na Série B para buscar o retorno à elite do futebol nacional. O Alvinegro Carioca viajou até Goiânia, onde enfrenta o Vila Nova, no Estádio Onésio Alvarenga, às 21h30. No confronto, o Glorioso terá dois desafios: começar a competição com o pé direito para afastar a desconfiança e vencer pela primeira vez o rival da vez em jogos oficiais.

> Veja datas, onde assistir e estádios dos dez primeiros jogos do Botafogo

Na história, Vila Nova e Botafogo se enfrentaram apenas duas vezes, e o retrospecto é favorável ao time goiano: uma vitória do Tigre e um empate. Esse único triunfo do Vila Nova, inclusive, foi em partida válida pela Série B do Brasileirão de 2003, ano em que o clube de General Severiano disputou a competição pela primeira vez na sua história.

> Veja a tabela da Série B do Brasileirão

O empate, por outro lado, ocorreu na primeira vez em que as equipes se enfrentaram, e traz boas lembranças ao torcedor alvinegro. Na oportunidade, em 1977, os times empataram sem gols. E foi dessa forma que o Botafogo deu início a série de 42 jogos de invencibilidade (25 vitórias e 17 empates), a maior série invicta registrada na primeira divisão do futebol nacional.

Neste ano, o Botafogo não teve tempo para pré-temporada. Dessa forma, em meio a uma reformulação e uma reestruturação, o Campeonato Carioca precisou ser usado como uma laboratório para buscar não só o time ideal, como também a melhor maneira de jogar.

O Vila Nova, por sua vez, foi o campeão da Série C de 2020, mas bateu na trave no Campeonato Goiano e foi vice-campeão da competição, ao ser superado pelo Grêmio Anápolis. Apesar do Tigre não ter conseguido conquistar o título, o zagueiro Gilvan, do Botafogo, que jogou no Atlético-GO por quatro anos, elogiou o adversário e disse que tem recordações de jogos difíceis.

- Conheço bem o Vila Nova, é uma equipe qualificada, conheço o treinador e alguns jogadores que estão lá. Fiquei quatro anos lá em Goiânia, conheço bem o adversário, é uma equipe qualificada, é uma equipe que é aguerrida, mas a gente está se preparando bem para poder fazer um grande jogo lá e sair com o resultado positivo que é o mais importante - comentou, antes de concluir.

- As minhas recordações contra o Vila são sempre de jogos difíceis, porque é uma equipe que gosta de competir, e temos que ficar atentos a todos os detalhes para fazer um grande jogo lá - afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos